f

Pesquisadores descobrem forma de vida terrestre mais antiga já encontrada

A forma de vida terrestre mais antiga já encontrada possui 440 milhões de anos de idade e trata-se de um fungo chamado de Tortotubus, de acordo com um release publicado pela Universidade de Cambridge. Um fóssil do mais antigo ser vivo já encontrado está sendo estudado por pesquisadores da instituição, e possivelmente foi um dos primeiros passos evolutivos da migração da vida aquática para o solo.

O fóssil do fungo foi encontrado em meados dos anos 80, de acordo com o release, e estava sendo estudado junto com outros fragmentos de fósseis que os cientistas acreditavam ser de outras espécies. Entretanto, Martin Smith, que conduziu os estudos no Departamento de Ciências Terrestres da Universidade de Cambridge, chegou à conclusão de que os fragmentos pertenciam, na verdade, a diferentes estágios de uma mesma forma de vida.

Créditos: Martin R. Smith
Créditos: Martin R. Smith

O release dá conta de que o fungo Tortotubus possui algumas semelhanças estruturais em relação aos seus descendentes modernos, como a capacidade de transportar nutrientes por meio do processo de decomposição. A questão a ser respondida, provoca Smith, é o que existia na terra para que o fungo provocasse decomposição. O pesquisador, de acordo com o release, acredita que já naquela época existiam alguns tipos de bactérias ou algas, mas que esses tipos de vida são dificilmente encontrados em fósseis daquela época. A descoberta sugere, de acordo com o pesquisador, que fungos formadores de cogumelos podem ter habitado o ambiente terrestre antes que os primeiros animais começassem a deixar os oceanos.

Informações da Universidade de Cambridge

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...