Artigos científicos, notícias e muito mais.

4 Dicas valiosas da CG para não cair em ciladas da Black Friday

Antes de tudo, vale ressaltar o que é a Black Friday e como começou aqui nas Terras Tupiniquins.

A Black Friday, é um costume nos EUA, acontece anualmente, na sexta-feira depois do dia de Ação de Graças (última ou quarta quinta-feira de novembro). Foi uma medida usada para recuperar a economia do País que teve início em 1975 e desde então, é um sucesso. Como deu certo nos EUA e aqueceu a economia, por fazer as pessoas aproveitarem os descontos, outros países implementaram a ideia: Portugal, Austrália, Paraguai e nós, aqui do Brasil.

Só que, aqui, a coisa é um pouco diferente. Começou em 2010 e já no primeiro ano, houveram comentários como “Black Friday no Brasil: compre 2 pelo preço de 1”. Infelizmente, aqui a maioria das empresas, apenas usa o nome da campanha para atrair clientes, impulsionar as vendas, mas a verdade é que os preços até são alterados, mas para maior; riscados e o mesmo valor é então colocado. Fazendo com que a pessoa tenha a impressão de que de fato, o preço caiu. Mas na verdade, é o mesmo!

Então, segue algumas dicas, para que você não caia em lorotas:

1.: Tenha conhecimento do preço anterior do produto

Se você está querendo adquirir, obviamente, já vem “namorando” o item. É importante saber o valor dele antes da Black Friday e avaliar se realmente mudou.

oniomania

2.: Fuja de empresas já notificadas por tentar enganar o consumidor

É muito sério essa jogada de aumentar o preço, riscar e colocar o mesmo em baixo. Isso tem nome: propaganda enganosa. O Procon recebe muitas denúncias nessa época, de empresas que infelizmente optam por esse caminho. Vale fazer uma pesquisa antes de comprar.

3.: Não pense que o mundo vai acabar e compre tudo

Existe um certo problema que ocorre no cérebro de algumas pessoas, quando leem coisas como “promoção”, “desconto”, “Black Friday”. Cuidado com a compulsão! Afinal, o cartão de crédito não se paga sozinho e o “depois eu dou um jeito”, quase sempre termina em parcelamento do cartão de crédito que implica em juros e vira um tormento.

4.: Faça as três perguntas básicas a si mesmo antes de comprar

perguntas compras

Parece inútil, mas não é. Aliás, é até de grande valia, para evitar comprar por compulsão. Caso não as conheça, as perguntas são:

– Realmente preciso disso?

– Tenho condições de comprar?

– Preciso mesmo comprar agora?

Se você conseguir separar o “preciso” do “quero”, já descarta boa parte do que quer comprar. Avalie também se vale à pena entrar em lojas onde tem muita gente e a possibilidade de resultar em confusões é grande. Muitas pessoas se machucam, são pisoteadas e até vem ao óbito em situações assim. Pense em tudo isso também. Claro, que algumas lojas, tanto físicas, quanto e-commerce, provavelmente usem de honestidade e façam mesmo um Black Friday de verdade. O segredo, é avaliar tudo, sempre. Boa sorte!

Dadas as dicas, desejo uma ótima Black Friday a vocês!

Comentários
Carregando...