AO VIVO: A maior Chuva de meteoros do ano iluminará os céus

33

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Em dezembro, muitas pessoas ficam com as expectativas voltadas para as festas de fim de ano, seja da firma, da família, mas para quem é amante da observação celeste este mês também promete grandes surpresas.

A primeira dessas surpresas é uma chuva de meteoros geminídeos acontecerá ainda na primeira metade desde mês. A chuva será transmitida ao vivo a partir das 23h do dia 13 e terá ponto máximo na madrugada do dia 14, uma segunda-feira e a expectativa é que nas condições ideais de observação, a frequência seja de 120 meteoros por hora.

O fenômeno acontece porque todo ano a Terra passa pela órbita do asteroide Faetonte, durante a travessia, pequenos pedaços deixados pelo asteroide entram na atmosfera terrestre, assim são formadas as geminídeas. O resultado disso é a chuva de meteoros, ou seja, um festival de riscos nos céus. Então, preparem os pedidos!

Climatologia Geográfica
Chuva de meteoros é uma das atrações astronômicas do mês de dezembro

Uma outra chuva de meteoros também acontecerá, entretanto esta é de ursídeas e infelizmente não será possível observá-la ao sul da linha do equador. Esta é conhecida por ser a última chuva de meteoros do ano.

Outra tarefa para os curiosos e apreciadores de planetas também pode ser realizada este mês. Netuno e Urano poderão ser localizados graças ao nosso satélite natural.

Netuno e Urano só podem ser vistos com o auxílio de instrumentos óptico, entretanto, no início da segunda quinzena do mês de dezembro os encontros com a Lua facilitam sua localização. No dia 17 ela passará três graus ao norte de Netuno, já no dia 19 será a vez de Urano, entretanto a distância será de apenas 0,5 grau.

Lembrando que estes dois planetas são gigantes e gelados e nunca foram visitados por uma missão orbital, o que deixa a possibilidade de observação ainda mais interessante. Abaixo, segue o player da transmissão ao vivo

Uma curiosidade sobre Netuno é que ele foi descoberto oficialmente em 1846, mas em 1612, Galileu Galilei, com a ajuda de uma luneta, registrou a presença do planeta, mas como não sabia, acabou descrevendo como uma estrela. [Slooh]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...