Arqueólogos descobriram restos huamanos incomuns

8

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um grupo de arqueólogos russos encontraram enterrados um homem e uma mulher que estão de mãos dadas e estão enfeitados com anéis e um punhal de jade, relata o The Syberian Times. Os pesquisadores especulam que eles foram enterrados juntos em um sinal de amor, embora haja dúvidas sobre se essas pessoas eram casados ou não.

Os restos da descoberta se encontram no Canadá para a realização da datação por radiocarbono para determinar a data exata que o enterro ocorreu. No entanto, especialistas russos estimam que as mortes ocorreram há 4.500 ou 5.000 anos atrás e que estas pessoas viveram durante a cultura Glazkov na Idade do Bronze.

Juntamente com os esqueletos no túmulo há várias joias. Assim, o homem tinha quatro anéis de jade branco, um em seu olho esquerdo e três no peito, enquanto a mulher ao seu lado tinha um punhal de 13 centímetros de comprimento e sete de largura. Além disso, em torno do crânio e dos pés do homem haviam peças feitas com dentes de cervos, que poderiam ter decorado o chapéu e sapatos, e entre os joelhos tinha uma bolsa de couro com um objeto de metal.

O túmulo está localizado perto do Lago Baikal, em uma cidade a cerca de 250 quilômetros da cidade de Irkutsk (Sibéria, Rússia). Os arqueólogos pretendem continuar o trabalho, porque eles esperam encontrar mais túmulos. Acredita-se que este lugar alojava rituais religiosos e tinha um significado sagrado para as pessoas que viviam na região. [RT]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...