As 10 aranhas mais perigosas e venenosas da Terra

1.260

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A aracnofobia (medo de aranhas) afeta cerca de 5% da população mundial, incluindo celebridades tão diversas como Justin Timberlake e JK Rowling.  É verdade que todas as aranhas, por sua definição, possuem um par de presas por meio da qual elas injetam o veneno. No entanto, também é verdade que apenas uma pequena fração das mais de 40.000 espécies de aranha representam qualquer perigo real para os seres humanos. Para começar a maioria são pequenas demais para serem capazes de perfurar a pele e a grande maioria não são agressivas. Mesmo aquelas aranhas que podem picar, raramente causam lesões piores do que a de uma picada de mosquito. Estima-se que durante todo século 20 as aranhas foram responsáveis por, aproximadamente, apenas 100 mortes em todo o mundo. Confira abaixo a lista das 10 aranhas mais venenosas já encontradas, lembrando que essa lista não aponta a ordem de peçonha, já que o veneno de cada um desses aracnídeos agem de formas distintas.

10 – Aranha-de-pés-pretos (Egenaria agrestis)

1

O perigo real que essa aranha apresenta para os seres humanos é um pouco discutível. Provou-se que as suas picadas podem ser graves para os animais em laboratório. Estas picadas deixam uma ferida aberta que pode levar várias semanas para cicatrizar. Há duas razões pelo qual esse aracnídeo entrou para essa lista; Em primeiro lugar, ela é agressiva e bastante comum, o que aumenta a chance de ocorrer um acidente real. Na verdade, essa aranha é muitas vezes chamade de “aranha agressiva de casa”, embora isso possa resultar de uma má interpretação do seu nome latino T. agrestis .
A outra razão que eu incluí esta aranha na lista é apenas porque é interessante que esta aranha recentemente chegou na América do Norte. Anteriormente, era comum apenas em toda a Europa onde não recebia muita atenção. O ambiente fora da Europa é bem hostil com essas aranhas, que geralmente são atacas por aranhas nativas.

9 – Aranha Indiana Ornamental (Poecilotheria regalis)

Apesar de ter um nome simpático, é uma espécie muito venenosa, muito agressiva e uma das mais rápidas da natureza. Provavelmente é a tarântula mais perigosa distribuída entre os criadores. Uma picada da Indian Ornamental implicará seguramente em internação hospitalar, pois seu veneno é ativo no homem. Sua criação somente deve ser feita por profissionais qualificados.

8 – Aranha-rato (Missulena occatoria)

Red-headed_mouse_spider_Missulena_occatoria_(8210275106)

Missulena occatoria, conhecida como a aranha-rato, é encontrada no sul da Austrália, nas florestas abertas e nos desertos. É a maior (fêmeas possuem até 24 mm e machos até 12 mm) é a mais amplamente distribuída das espécies do gênero. O veneno dessas aranhas podem ser muito tóxico, alguns casos de envenenamentos graves foram registrados.

7 – Aranhas-violino (Sicariidae loxosceles)

P2060008

O gênero Loxosceles, é conhecido comumente como aranhas-reclusas ou aranhas-violino, apresenta uma distribuição natural nas áreas de clima temperado. Esses animais são bastante venenosos, por sorte, os ferrões dela são pequenos e as vítimas são sempre animais pequenos. Raramente, ocorrem acidentes com humanos e a ferida sempre fica necrosada sendo necessário um enxerto de pele.

6 – Aranhas-de-costas-vermelhas (Latrodectus hasseltii)

especies-de-aranhas-encontradas-no-brasil-18

A aranha de costas vermelhas é uma perigosa aranha nativa da Austrália. Você pode reconhecê-la facilmente pelo corpo preto e uma listra vermelha proeminente nas costas. As picadas só são perigosas se forem de uma aranha fêmea, e elas podem causar muita dor. Felizmente, fatalidades e complicações nesses casos são raros. Parentes da viúva-negra,  essa espécie é uma das poucas que praticam o canibalismo sexual durante a reprodução.

5 – Viúva-Negra americana (Latrodectus mactans)

viuva negra

A viúva-negra-americana (Latrodectus mactans) é uma espécie de aranha da família dos teridiídeos, distribuída por toda a América. A fêmea possui coloração negra brilhante, com larga mancha vermelha em forma de ampulheta na superfície ventral do abdômen, e cerca de 1 centímetro de comprimento. O nome provém do fato de a fêmea geralmente se alimentar do macho após a cópula. Sua picada é muitas vezes fatal. No Brasil, é encontrada atualmente próxima ao mar, sobretudo em praias pouco frequentadas. É amplamente encontrada em torno da Baía da Guanabara no Rio.

4 – Aranha-teia-de-funil (Atrax robustus)

aranha_funil

Atrax robustus, conhecida pelo nome comum de aranha-teia-de-funil, é considerada uma das mais venenosas do mundo. A espécie é nativa do continente australiano. Apresenta quelíceras medindo aproximadamente 1,5 mm de comprimento e é dotada de um veneno extremamente tóxico para os humanos. Curiosamente, cães são imunes ao veneno da aranha-teia-de-funil. O veneno é muito potente e deve-se administrar o antídoto as pressas, já que em questão de horas ou minutos, pode levar ao óbito. Fonte

3 – Aranhas-de-areia (Sicarius rugosus)

Esses aracnídeos vivem em regiões desérticas, e são encontrados principalmente no hemisfério sul da América do Sul e na África. Conhecida principalmente pelo seu hábito de se enterrar. Todas têm seis olhos dispostos em três grupos de dois (duplas). O veneno dessas aranhas são mais potentes que os da aranhas-reclusas. (Fonte)

2 – Aranha-marrom (Loxosceles diversas outras espécies)

20120146852276

A aranha-marrom, também conhecida como aranha-violino ou reclusa marrom, é uma criatura venenosa cuja mordida pode causar doenças em crianças e adultos, esses animais são bastantes calmos e só picam em último caso (quando pressionadas ao extremo). A aranha-marrom é incomum pelo fato de possuir seis olhos (a maioria possui oito) e uma marca semelhante à forma de um violino em seu dorso. O veneno necrosante desse aracnídeo é capaz de matar se não tratado rapidamente.

1 – Aranha-armadeira (Gênero Phoneutria com diversas espécies)

I011452

Originárias da região sul-americana, com um corpo de 3,5 cm a 5 cm e pernas de até 17 cm com as pernas estendidas (fêmea). São altamente agressivas e peçonhentas, pois produzem um veneno cujo componente neurotóxico é tão potente que apenas 0,006 mg é suficiente para matar um rato. Frequentemente entram em habitações humanas à procura de alimento, parceiros sexuais ou mesmo abrigo, escondendo-se em roupas e sapatos. Quando incomodadas, picam furiosamente diversas vezes, e centenas de acidentes envolvendo essas espécie são registrados anualmente. Apesar da alta toxicidade da peçonha da armadeira, a absoluta maioria dos casos registrados são considerados leves e de prognóstico benéfico. Nestes casos o tratamento é sintomático resumindo-se a analgésicos via oral e anestésico local xilocaína e, em caso de ânsia de vômito, um antiemético como Plasil. [Britannica] [Planetdeadly]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...