As pessoas ricas se sentem mais sozinhas?

15

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Emily C. Bianchi, da Universidade Emory, em Atlanta, nos Estados Unidos, e Kathleen D. Vohs, da Universidade de Minnesota, em Minneapolis, nos Estados Unidos, investigaram se o dinheiro influencia a frequência e o tipo interações sociais. De acordo com seu estudo, que será publicado na revista Psychological Social e Personality Science em julho, as pessoas com rendimentos mais elevados tendem a compartilhar menos tempo com os outros e, portanto, gastar mais sozinhas.

As duas cientistas analisaram as respostas de 118,026 americanos e descobriram que a renda determina a natureza dos contatos sociais.

As pessoas com rendimentos mais elevados gastam menos tempo com suas famílias e vizinhos e gastam mais com os seus amigos”, concluem as pesquisadoras.

Enfim, o dinheiro pode comprar a felicidade? De acordo com um estudo realizado por cientistas da Universidade britânica de Cambridge que analisou 77.000 transações em torno de 625 participantes, as pessoas se sentem mais felizes quando gastam em compras que refletem sua personalidade e atendem às suas necessidades psicológicas. Enquanto isso, outros cientistas da Universidade de British Columbia canadense afirmam que o tempo livre e não o dinheiro é a chave para a felicidade. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que valorizam o seu tempo mais do que o seu dinheiro tendem a ser mais felizes do que o inverso. [RT]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...