f

Astronomia e Star Wars

Desde o dia 17 de dezembro, muitas pessoas estão imersas ao mundo de Star Wars. Sabres de luz, espaçonaves, robôs altamente tecnológicos, fazer com que os fãs se sintam imersos ao longo dos sete filmes. Mas será que tudo que se encontra no filme, tem algum embasamento real? Uma estrela da morte pelo espaço? Um planeta com dois sóis? Estas perguntas podem ser respondidas pela Astronomia.

O que todos nós sabemos, é que os sete filmes da franquia Star Wars, ocorre todo o seu enredo no espaço, e por este motivo, já se é mostrado coisas fascinantes.

A fim de mostrar um pouco do universo da Astronomia dentro da saga Star Wars, o Projeto Ciência e Astronomia, que tem o objetivo de divulgar Ciência nos mais diversos campos das áreas do conhecimento de forma acessível e didática à todos, elaborou um vídeo, no qual mostra toda essa comunicação entre os filmes e o “lado astronômico da força”.

Como se pode ver no vídeo acima, robôs já trabalham com humanos em missões espaciais na NASA, assim como o Robonault 2, que é comparado com o R2-D2 de Star Wars.

O Kepler 16-b, planeta localizado à 1350 anos-luz consiste em uma órbita co dois sóis, assim como tatooine, da Saga Star Wars, onde é o planeta de Luke Skywalker(Lembrando que ano luz, citado acima, representa uma medida de distância. Um ano-luz equivale a percorrermos a velocidade da por um ano – 300.000 km/s por 365 dias).

A estrela da morte, QG de Darth Vader, tem muitas semelhanças com a lua de Saturno Mimas. Inclusive, a sua cratera Hershell a torna com uma similaridade ao campo de batalha da estrela da morte.

Com todas essas coincidências, basta agora irmos para o cinema apreciar o filme e esperar por demais novidades que entrem no campo da ficção e ao mesmo tempo, faça um link com a realidade.

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...