Atenção: Tempestade tropical atingirá o Sul e Sudeste do Brasil

64

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Informações obtidas do De Olho no tempo meteorologia

Tempestade subtropical “Bapo” atua na costa do Brasil

A Marinha do Brasil classificou uma tormenta de baixa pressão atmosférica na costa brasileira como tempestade tropical nesta sexta-feira (06).
A tempestade, antes vista como um ciclone de natureza subtropical, atingiu núcleo próximo de 1000 hPa (hectopascais) – unidade de medida da pressão atmosférica – na altura do litoral de São Paulo.
Os meteorologistas destacaram, além da possibilidade de rajadas de vento e agitação marítima, que a tempestade não deve interferir sobre o continente.

Climatologia Geográfica

 

AVISO NR 098/2015
AVISO ESPECIAL
EMITIDO ÀS 1530 HMG – SEX – 06/FEV/2015
TEMPESTADE SUBTROPICAL “BAPO” COM PRESSÃO CENTRAL DE 996 HPA EM 30S043W, MOVENDO-SE COM 10/15 NÓS PARA SUL/SUDOESTE ASSOCIADO A VENTOS FORÇA 7/8 COM RAJADAS FORÇA 9/10 AFETANDO A ÁREA ALFA A LESTE DE 050W, ÁREA BRAVO AO SUL DE 28S E LESTE DE 043W E ÁREA SUL OCEÂNICA A OESTE DE 035W. POSIÇÃO ESTIMADA EM 071200 HMG – 34S044W. NÃO É ESPERADO QUE O CENTRO DO CICLONE ATINJA A REGIÃO COSTEIRA.
VÁLIDO ATÉ 080000 HMG.

No cronograma de formação de tempestades subtropicais, a Marinha designou nomes na linguagem Tupi Guarani, e por isso, o sistema sobre águas brasileiras passou a se chamar “Bapo”, o que significa chocalho.
Os maiores impactos, ainda de acordo com a previsão feita pelos meteorologistas dos órgãos oficiais, serão sentidos apenas no Oceano, com forte agitação marítima, muita chuva e ventos fortes, mas há possibilidade de ressaca também entre o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, além de eventos localizados, porém volumosos de chuva na área costeira.
Sobre o continente, ressaltaram os especialistas, não há nenhum tipo de temor e muito pelo contrário, o tempo permanecerá mais estável e com temperaturas mais amenas durante as próximas duas madrugadas.

(Crédito da imagem: Reprodução/Cptec/Inpe), MetSul, De Olho no Tempo Meteorologia

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...