Aulas estão começando muito cedo, defende especialista

21

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Se você acorda cedo todos os dias para trabalhar ou estudar e acha que isso está completamente errado, você não está sozinho. De acordo com um especialista em sono do Reino Unido, Paul Kelley, todo o sistema de trabalho e escola está errado nesse sentido.

Paul, do Instituto de Neurociência Circadiana e do Sono, da Universidade de Oxford, defende que a sociedade está no meio de uma crise de privação de sono, já que os horários de trabalho forçam a adaptação de relógios biológicos que não são naturais nem sustentáveis para o corpo humano.

sleep
O especialista acredita que os jovens são os que mais sofrem com esse problema social. “Esse é um grande problema para a sociedade. Nós somos uma sociedade quase que completamente privada de sono, mas é o grupo entre os 14-24 anos que sofre mais com a privação do sono entre todos os setores da sociedade. Isso causa sérios problemas para a saúde, humor e saúde mental”.

Paul faz parte do projeto Teensleep, que busca encontrar 100 escolas britânicas dispostas a fazer o teste de iniciar suas aulas mais tarde, defendendo que os alunos do Reino Unido estão perdendo até 10 horas de sono por semana por conta do horário de início das classes.

Os horários defendidos pelo especialista são os de 8h30 para crianças até 10 anos, 10h para jovens até 16 e 11h a partir dos 18 anos.

Paul defende que todos estão acometidos com o problema da privação do sono, que está incrustado em nossa sociedade. Os riscos de acordar cedo todos os dias, durante toda a vida, são muito relevantes, incluindo distúrbios graves como a Alzheimer.

Os Estados Unidos também já brigam por horários mais adequados à natureza humana em aulas e ambientes profissionais. A tendência é que pouco a pouco essa se torne uma pauta internacional, visando uma melhor qualidade de vida ao longo do globo.

Visto em ScienceAlert

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...