Berço de 75% dos flamingos-pequenos do mundo deve ser destruído na Tanzânia

27

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Essa paisagem que ilustra o post é o Lago Natron, que fica na Tanzânia, na África. O local foi apelidado de “túmulo de água” pelos moradores locais, já que as águas do lago fossilizam praticamente qualquer animal que tenha contato com o lago quase que de imediato, já que a água do lago é muita salina.

O lago tem uma coloração vermelha que lembra sangue e é repleto por fósseis de pequenos passáros e morcegos. Isso acontece por causa do grande deposito de carbonato de sódio presente em suas águas, mesma substância que era muito usada no Antigo Egito para a mumificação. Além da utilidade histórica do carbonato de sódio, esta substância é muito prejudicial a saúde humana e animal. A temperatura do local chega até 140ºC e o seu pH esta entre 9 e 10.5, isto é, tão corrosivo que consegue com facilidade queimar os olhos e a pele humana e até mesmo tirar toda a tinta impressa em um papel.

Querendo acabar com isso, o governo da Tanzânia tem planos para construir e instalar uma mina que deve retirar o carbonato de sódio do lago. Isso pode parecer útil, mas a verdade é que a história não é bem assim.

Como eu disse no início da notícia, o lago é perigoso para quase todos os animais. Uma espécie em especial de flamingos-pequenos, a Phoenicopterus minor, passa uma temporada de sua vida no local. O Lago Natron é o berço de quase 75% de todos os seres da espécie.

As patas dos flamingos são envoltas de um couro bastante resistente, capaz de tolerar a água salgada. Diferentemente dos humanos, que teriam suas peles queimadas e os ossos danificados se simplesmente encostassem os braços ou pernas nas águas do lago”, explica David Harper, limnologista da Universidade de Leicester, em entrevista ao site do Instituto Smithsonian.

Essa é uma área bem tranquila para os flamingos, já que nenhum predador anda por lá. E a água quente é bem agradável para as pernas deste animal. Porém, agora fica a grande questão: é certo destruir este berço dos flamingos? [Smithsonian Institute]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...