Calcularam com grande precisão a quantidade de oxigênio de uma galáxia distante

7

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Astrônomos da Universidade de UCLA usaram o Observatório WM Keck do Hawaii para fazerem pela primeira vez um calculo preciso que mede a abundância de oxigênio em uma galáxia distante.

O oxigênio, o terceiro elemento químico mais abundante no universo, é criado dentro das estrelas e se libera o gás interestelar quando elas morrem. Portanto, como explicado por especialistas, a quantificação da quantidade de oxigênio é fundamental para a compreensão dos ciclos da matéria dentro e fora das galáxias.

Esta é, de longe, a galáxia mais distante no qual medimos a abundância de oxigênio. Com este trabalho, nós estamos olhando para trás no tempo nesta galáxia, já que ela apareceu há 12 milhões de anos”, explicou a principal autora do estudo, Alice Shapley.

Ter conhecimento da abundância de oxigênio na galáxia chamada COSMOS-1908 é um passo importante para os astrônomos que deve ajudar a melhorar a compreensão de como a população de galáxias era quando o Universo tinha apenas alguns milhões de anos de idade. [Europa Press]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...