Canguru morre apedrejado por visitantes em zoológico chinês pois não estava pulando

41

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um canguru foi apedrejado até a morte por visitantes em um zoológico chinês. De acordo com informações da imprensa internacional, as pessoas atiravam pedras no animal na esperança de que ele pulasse. A notícia chocou o mundo inteiro nos últimos e causou uma onda de raiva e indignação.

Asiawire

A fêmea, de 12 anos de idade, vivia em um zoológico de Fuzhou, capital da província de Fujian, na China, e morreu há cerca de um mês. Entretanto, a notícia foi disparada nesta semana, quando o jornal local ‘The Haixia Metropolis News’ descreveu o caso. Segundo reportagens veiculadas na televisão chinesa, o animal chegou a ter seu rim perfurado por uma das pedras, conforme constatado por veterinários durante a autópsia.

Além do animal assassinado, outros cangurus foram encontrados no zoológico apresentando lesões provavelmente causadas pelas pedras.

Canguru de 5 anos de idade que também foi atingido pelas pedras. / QI PENG/IMAGINECHINA

“Alguns de nós percebemos visitantes atirando pedras, e um dos funcionários tentou pará-los, mas eles se recusaram”, disse a veterinária Chen, funcionária do zoológico, ao ‘The Paper’, site de notícias de Shanghai.

De acordo com as informações, essa não é a primeira vez que o zoológico em questão sofre com o problema dos visitantes jogando pedras nos animais. “Alguns adultos enxergam os cangurus dormindo e então pegam pedras para jogar neles”, disse um dos funcionários ao ‘Haixia Metropolis News’, de acordo com o Times.

Asiawire

Segundo o portal ‘China Daily’, o zoológico de Fuzhou está tomando medidas para lidar com o problema, e inclusive iniciou uma campanha de financiamento para instalar câmeras de alta-definição nas dependências do zoológico, com o intuito de identificar os agressores. Ao mesmo tempo, o local decidiu deixar apenas três cangurus expostos ao público, diminuindo os riscos aos animais.

Conforme reportagem do ‘Washington Post’, o zoológico pensa também em empalhar o canguru violentamente assassinado, com o intuito de lembrar as pessoas da tragédia.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...