Capturaram pela primeira vez a imagem de neve no espaço

26

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um grupo de astrônomos chilenos conseguiram pela primeira vez observar uma linha de neve em volta de uma jovem estrela que inicia a formação de seus próprio sistema planetário. A linha marca o lugar que a temperatura no disco que rodeia a estrela V883 Orionis é o suficientemente baixa, podendo permitir até mesmo a formação de neve, informou o Observatório Europeu Austral.

Um drástico aumento no brilho da estrela esquentou a parte interna do disco, fazendo com que a linha de neve de água apareça a uma distância muito maior do que o normal para um protoestrela.

Isso possibilitou que os astrônomos da Universidade Diego Portales em Santiago do Chile conseguissem observá-la pela primeira vez em parceria com as antenas ALMA, instaladas no deserto do Atacama no Chile.

A presença de gelo nos discos protoplanetários regula a eficácia da coagulação de grãos de poeira, o primeiro passo para que planetas apareçam pela área.

Acredita-se que planetas rochosos e pequenos como a Terra se formam dentro da linha de neve, local no qual a neve se evapora. Fora da linha de neve, a presença de gelo permite a rápida formação de bolas de neve cósmicas, que finalmente conseguiriam formar enormes planetas gasosos como Júpiter, o maior planeta do nosso Sistema Solar. [RT]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...