China confirma queda de estação espacial ‘abandonada’ no Oceano Pacífico

21

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Com informações de LiveScience.

A estação espacial chinesa Tiangong-1 caiu nas últimas horas na parte sul do Oceano Pacífico, de acordo com autoridades dos Estados Unidos. A queda do satélite já era esperada nas últimas semanas, porém o local da queda ainda causava certa apreensão entre os órgãos responsáveis. Mesmo assim, o risco da estação espacial machucar alguém era considerado quase inexistente (quase que 1 em 1,4 milhão).

Com cerca de 8,5 toneladas métricas, mais o peso do combustível, a Tiangong-1 foi lançada em 2011, mas chegou ao final de sua vida ativa em 2013, quando seus últimos tripulantes deixaram a estação. Ela ficou orbitando por algum tempo, mas em março de 2016 as autoridades chinesas informaram que a estação espacial não estava mais se comunicando com a Terra. Isso significava, em outras palavras, que não havia como controlar o retorno dela ao solo terrestre.

Esse não foi o primeiro objeto deste tipo a cair na Terra, é importante ressaltar. Em 1979, o Skylab da NASA, com 73 toneladas métricas, caiu no oeste da Austrália, ainda que seu retorno ao planeta tenha sido parcialmente controlado. Já a estação espacial russa chamada Mir, com assustadoras 120 toneladas métricas reentrou em nossa atmosfera, caindo diretamente no sul do Pacífico.

A queda da Tiangong-1 foi monitorada por um comitê formado pela NASA, a ESA e agências espaciais de outros 11 países.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...