China é responsável por 10% das mudanças climáticas

35

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A China é responsável por cerca de 10% do aquecimento global, de acordo com estimativas publicadas na revista Nature. O estudo – que é a primeira avaliação abrangente da China – também sugere que o objetivo de melhorar a qualidade do ar da China poderia levar ser uma contribuição para o aquecimento global. Os pesquisadores dizem que a poluição atmosférica em cidades do país está atualmente mascarando o aumento da temperatura, e a ideia de limpar só irá acelerar o aquecimento global.

 
O mês passado foi o mais quente em mais de um século de registros globais, de acordo com uma análise feita pela NASA. Bengang Li, da Universidade de Pequim e outros pesquisadores usaram modelos biogeoquímicos e atmosféricos para quantificar a contribuição da China para as alterações climáticas. Eles descobriram que o dióxido de carbono da queima de combustíveis fósseis, foi o único grande contribuinte para o aquecimento, mas isso não quer dizer que o metano, por exemplo, não deixe de ser importante.

Em um artigo da Nature, Dominick V. Spracklen, da Universidade de Leeds, diz que os poluentes atmosféricos interagem de formas complexas nos ecossistemas. “Diminuir as alterações climáticas e a qualidade do ar sem quaisquer consequências, exigirá uma compreensão de muitas interações complexas”, diz ele .

Estudos recentes têm mostrado que o rápido crescimento das plantações de árvores na Europa, estão armazenando menos biomassa e absorvendo mais luz solar do que as florestas naturais. “É possível que um foco maior do que já temos na proteção e restauração de florestas naturais na China, também pode proporcionar maiores benefícios para o clima global”, escreve Spracklen. [ScienceAlert]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...