Cientistas descobrem segunda falha paralela à Falha de San Andreas

61

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Poucos dias depois de um grupo de mais de 200 pequenos terremotos sacudir a área do Mar Salton, ao sul da Califórnia, cientistas descobriram evidências de uma segunda falha geológica paralela à enorme falha de San Andreas – uma das mais perigosas falhas geológicas de todo os Estados Unidos. VEJA TAMBÉM: Alerta: Grande Falha de San Andreas dá sinais de iminente catástrofe

A nova falha parece correr ao longo do Mar Salton, que possui 56km, a oeste da Falha de San Andreas. Agora que sabemos que ela está lá, sismólogos terão de reavaliar modelos de risco de terremotos para Los Angeles. “Essa falha, anteriormente não identificada, representa um novo perigo para a região e tem implicações significativas para modelos de movimento do solo e rupturas”, disse a equipe do Instituto Scripps de Oceanografia e do Laboratório Sismológico de Nevada.

A falha recém-mapeada ficou escondida por todo esse tempo porque está submersa sob o Mar Salton, um vasto lago salgado que se formou como resultado de toda a atividade tectônica na área. A equipe teve de usar uma variedade de instrumentos, incluindo dados sísmicos multi-canal, sismômetros e mapeamentos.

VEJA TAMBÉM: Revelado: Intenso terremoto deve atingir a Costa Oeste dos EUA até o ano de 2043

Curiosamente, o fato de que agora sabemos que existe uma falha adicional paralela à Falha de San Andreas não significa necessariamente que a área é mais propensa a terremotos do que se pensava inicialmente. Na verdade, isso pode resolver o mistério de por que a região tem experimentado menos terremotos que o esperado.

Como a equipe explica, pesquisas recentes revelaram que a região experimentou terremotos de magnitude 7 aproximadamente a cada 175 a 200 anos, pelos últimos 1000 anos. Mas esse não tem sido o caso atualmente. Na verdade, os pesquisadores acreditam que nos últimos 300 anos não houveram grandes rupturas na parte sul da falha de San Andreas.

Agora, eles tentarão descobrir qual o papel desempenhado pela falha recém-descoberta nessa questão.

Na última segunda-feira, um grupo de vários pequenos terremotos ocorreram na região do Mar Salton. As rupturas continuaram por cerca de 24 horas, com mais de 200 pequenos terremotos registrados. Esses tremores não eram graves, mas esta é apenas a terceira vez desde que eventos como esse acontecem desde 1932.

O ocorrido fez com que o Serviço Geológico dos EUA passasse a se preocupar mais com a possibilidade de um terremoto de magnitude 7 durante a semana. Entretanto, o risco já foi superado.

Originalmente por Bec Crew | ScienceAlert

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...