Cientistas usam pele para recuperar visão de uma mulher

18

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Cientistas japoneses conseguiram fazer o primeiro transplante bem sucedido de pele para um olho humano, onde as células-tronco derivadas da pele de uma paciente, foram transplantadas para seu olho, restaurando parcialmente a visão perdida. A paciente, uma mulher de 70 anos de idade, diagnosticada com degeneração macular relacionada à idade – a principal causa de deficiência visual em pessoas mais velhas – recebeu o tratamento experimental em 2014, como parte de um estudo. Agora, se aproximando de dois anos após o transplante, os cientistas divulgaram o resultado.

 
Os pesquisadores tiraram um pequeno pedaço de pele do braço da mulher, e modificaram as células, de forma eficaz em células-tronco pluripotentes induzidas. As células estaminais pluripotentes têm a capacidade de se diferenciar em quase qualquer tipo de tecido dentro do corpo, que é por isso que as células da pele retiradas de um braço podem ser reaproveitadas em tecido da retina.

“Estou muito satisfeito com o resultado, principalmente porque não houve complicações com a cirurgia de transplante”, disse o líder do projeto Masayo Takahashi, do Centro Riken de Biologia e Desenvolvimento. “No entanto, este é apenas o primeiro passo para a utilização desses tipos de células na medicina regenerativa”, concluiu ele.

Enquanto ainda é definitivamente cedo para dizermos se esse procedimento experimental é de fato eficaz, os sinais até agora são promissores. A equipe realizou uma reunião para divulgar seus resultados e o progresso da paciente. Lá eles avaliaram como as células modificadas duraram, mas no entanto, eles apenas relataram que as células transplantadas sobreviveram sem quaisquer eventos adversos durante mais de um ano, resultando uma visão um pouco melhor para a paciente. [ScienceAlert]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...