Como um grupo de babuínos criou um plano para escapar de um laboratório nos EUA

23

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um instituto de pesquisa biomédica no Texas viu uma equipe de babuínos trabalhar junta para escapar da instalação, experimentando brevemente a doce liberdade fora de suas paredes antes de serem recapturados.

A fuga, que aconteceu no sábado, no Instituto de Pesquisa Biomédica do Texas (TBRI), em San Antonio, foi possível graças ao uso inteligente de um barril azul de 208 litros.

Eles não se esconderam, no entanto. Os fugitivos usaram seu barril como uma escada para ajudá-los a escalar as paredes do seu recinto.

As autoridades da instalação, que abriga quase 1.100 animais, ficaram sabendo da tentativa de fuga na tarde de sábado, depois que uma equipe de babuínos havia rolado um dos barris do compartimento até uma das paredes, usando-o para fuga.

Esses barris, que só foram introduzidos no recinto alguns meses atrás, devem funcionar como um “item de enriquecimento”, encorajando os instintos de busca e comportamento dos animais, liberando comida quando os babuínos reviram os objetos.

“Eles são animais muito inteligentes”, disse Lisa Cruz, porta-voz da TBRI. “Nós realmente não sabemos como o barril se levantou, mas de alguma forma ele se levantou e aconteceu de estar no lugar certo perto o suficiente da parede do recinto onde o babuíno foi capaz de pular para fora. É a sua inclinação natural para chegar ao próximo ponto mais alto possível”.

Durante o incidente, quatro babuínos usaram sua escada improvisada para escalar as paredes, que se inclinam para dentro para impedir a escalada não assistida.

Uma vez que os fugitivos chegaram ao topo, parece que um dos tripulantes teve dúvidas, voltando voluntariamente para o recinto.

Os outros três não tinham tais escrúpulos, acabando por romper uma segunda barreira menos imponente – o perímetro cercando o instituto – e alcançando estradas locais, onde assustaram motoristas e espectadores.

Após uma perseguição de 20 minutos, a equipe de recuperação de animais da TBRI conseguiu reunir os três babuínos, com a instalação confirmando que todos os animais foram contabilizados e ficaram ilesos durante o incidente.

A instalação também esclareceu que as máscaras usadas pelos recuperadores de animais deveriam proteger os babuínos de doenças humanas – e não o contrário – já que os animais envolvidos no incidente não estão envolvidos em qualquer pesquisa médica em andamento.

Traduzido e adaptado de Science Alert.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...