Cosmonauta russo diz ter levado relíquias de santo ao espaço

Originalmente por Nataliya Vasilyeva | Phys
Traduzido e adaptado por Matheus Gonçalves

Um cosmonauta russo que retornou à Terra depois de uma missão na Estação Espacial Internacional disse ter levado consigo uma relíquia de um santo ortodoxo russo. Astronautas e cosmonautas rotineiramente levam itens pequenos, como brinquedos de seus filhos ou CDs como lembretes de casa.

Sergei Ryzhikov disse às agências de notícias russas que daria a minúscula relíquia do corpo de São Serafim de Sarov, que recebeu de um mosteiro no ano passado. Serafim de Sarov, um dos santos mais reverenciados da Rússia, morreu no início do século XIX e é conhecido por seu estilo de vida hermético.

Ryzhikov, que voltou com dois outros membros da tripulação na segunda-feira depois de seis meses no espaço, disse que festeja o retorno da relíquia em um culto em Star City (Rússia) na quinta-feira.

“Nós sempre esperamos por algum tipo de milagre, mas o fato de que um pedaço das relíquias viajou para a órbita e abençoou tudo a bordo e fora, incluindo o nosso planeta, é um grande milagre”, disse ele.

A exploração espacial na sociedade soviética foi muitas vezes retratada como desmentir a existência de Deus. Um popular cartaz de propaganda da era soviética mostrava um cosmonauta flutuando no espaço e declarando: “Não há Deus!”

Climatologia Geográfica

A Rússia tem desde então experimentado um renascimento religioso, com a maioria agora se identificando como ortodoxos russos.

No que teria parecido um absurdo para os pioneiros espaciais soviéticos, as naves espaciais Soyuz agora rotineiramente recebem bênçãos pré-lançamento de padres ortodoxos e cosmonautas russos têm colocado pequenos ícones na Estação Espacial.

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...