Criaram uma ferramenta genética que provoca o “suicídio” de celulas cancerígenas

12

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Cientistas especializados em biologia molecular da Universidade de Shenzhen, em Cantão, na China, colocaram em prática um novo método para lutar contra o câncer: modificar os genes para que a “arma” principal dos tumores vá em direção da própria doença, de acordo com o relato da revista Nature.

Segundo os investigadores, a nova técnica de modificação de genes CRISPR-Cas9 permite modificar o genoma de uma célula tumoral de uma forma muito precisa, cortar o DNA e eliminar ou inserir elementos deixando as células sanas ilesas.

Deste modo, a técnica, considerada como o principal avanço científico de 2015, permite converter o sinal das células que promovem o desenvolvimento de um tumor em uma indicação que reduz sua atividade até que o câncer cometa “sucídio”, segundo indica o estudo, que já demonstrou eficacia em ratos de labortário.

As células eucarióticas que possuem animais e plantas, vivem e morrem por sinais que recebem para regular a expressão do gene. Agora, os especialistas chineses conseguiram manipular esta via de sinalização pelo sistema CRISPR-Cas9 para regular o “comportamento” de determinados genes.

Os resultados obtidos durante os testes em ratos portadores destas células reprogramadas têm mostrado uma diminuição drástica em tumores, ao contrário do que ocorreu nos animais de controle cujas células não sofreram intervenção. [Nature]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...