Descobrira um incomum réptil voador de 77 milhões de anos

11

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um pequeno pterossauro com um corpo incomum, um réptil voador que viveu no período Cretáceo cerca de 77 milhões de anos atrás, é o primeiro de seu tipo descoberto na costa oeste da América do Norte.

Pterossauros são os primeiros vertebrados conhecidos que possam ter evoluído o voo propulsado.

O espécime é incomum pois a maioria dos pterossauros do período Cretáceo Superior eram muito maiores, com uma envergadura de quatro a onze metros (a maior envergadura conhecida desta espécie é do tamanho de um pequeno avião), enquanto que este novo espécime atinge somente 1,5 metros.

Os fósseis deste animal são os primeiros restos associados de um pequeno pterossauro deste tempo, e incluem o úmero, vértebras dorsais (incluindo três vértebras fundidas) e outros fragmentos. Essas partes foram identificados como pertencentes a um azhdarchoide pterossauro, um grupo de répteis voadores com asas curtas e sem dentes que dominaram a fase final da evolução do pterossauro. [Europa Press]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...