f

Descobriram uma estrela com supostas estruturas gigantes

Um grupo internacional de cientistas de várias universidades europeias e americanas (do Instituto Max Planck de Física na Alemanha e do Instituto de Tecnologia da Califórnia, entre outros) descobriu alterações irregulares na curva de luz da estrela conhecida como EPIC 204278916 que se manifestam na diminuição drástica de seu brilho e que não podem ser explicados por teorias da astronomia convencionais. Os pesquisadores publicaram os resultados de seu estudo no arXiv, um site para pré-publicações de artigos científicos.

A estrela EPIC 204278916 tem uma idade estimada de 5 milhões de anos e está localizado no subgrupo superior da associação estelar Scorpius-Centaurus. É do tipo espectral M, tem o diâmetro do Sol, mas tem apenas metade da sua massa.

As diminuições de seu brilho foram de 65% do nível máximo durante 25 dias consecutivos, em observações que duraram 78 dias no total. Uma das explicações para o ocorrido seria a existência de uma megaestrutura construída por uma civilização desconhecida que habitaria a estrela. Se trata de uma hipotética instalação, também conhecida como esfera de Dyson.

Este objeto, que tem o nome do físico norte-americano Freeman Dyson, tem como objetivo acumular energia de uma estrela.

O estudo da estrela EPIC 204278916 deve continuar em 2017. Os astrônomos tratariam de encontrar informações no escurimento da estrela e determinar o que é esse fenômeno. [arXiv]

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...