Diabetes gestacional está associada com o risco de autismo infantil

58

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Quando as mulheres desenvolvem diabetes durante as primeiras 26 semanas de gestação, o bebê fica exposto a um risco de desenvolver o autismo, segundo revela um novo estudo.

Os autores observaram esse efeito em crianças que haviam sido expostas a diabetes gestacional antes do terceiro trimestre de gravidez, mas não aquelas que não haviam sido expostas à doença, que haviam estado no final da gravidez ou se as mulheres tinham diabetes tipo 2 antes da gravidez.

A autora principal, Anny H. Xiang, da Kaiser Permanente da Califórnia do Sul, Pasadena, disse por telefone que há muitos fatores que estão associados ao autismo, por isso, não é nenhuma surpresa que a diabetes gestacional junte-se a essa lista. “Claramente, é um estudo observacional e não podemos tirar conclusões sobre a causalidade”, acrescentou.

Ela destacou como uma novidade que a diabetes gestacional, mas não a diabetes tipo 2 pré-existente, esteja associada com o risco de autismo.

Os CDC explicam que a doença geralmente aparece no meio da gravidez em mulheres sem diabetes. Muitas vezes, é controlada com uma dieta e exercício, e desaparece depois do parto.

A equipe de Xiang revisou os dados sobre 322 mil crianças nascidas em hospitais da Kaiser Permanente da Califórnia do Sul entre 1995 e 2009. Em 2% dos casos, a mãe tinha diabetes tipo 2 pré-existente. Quase 8% foram expostas a diabetes gestacional e 90% não foram expostas à doença.

Mais da metade das mulheres com diabetes tipo 2 e um quarto das mulheres com diabetes gestacional utilizaram medicamentos durante a gravidez.

Quase 3400 crianças receberam um diagnóstico associado com algum transtorno de espectro autista (TEA) nos primeiros anos de vida. A diabetes gestacional detectada antes dos 6,5 meses de gravidez foi associada com a aparição do autismo, mesmo depois de considerar os antecedentes familiares do TEA, o tabagismo materno, a altura e o peso pré-gestacional e o peso durante a gravidez, conforme publicado no JAMA.

Os filhos de mulheres com diabetes gestacional no início da gravidez eram 42% mais propenso a serem diagnosticados com autismo do que os filhos de mulheres sem diabetes. A diabetes tipo 2 também mostrou essa associação, os autores puderam atribuir a fatores como a idade materna e outros problemas de saúde.

Fonte

Kathryn Doyle. Asocian la Diabetes Gestacional con el Riesgo de Autismo Infantil. Scientific American. 2015.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...