Elemento-chave da vida é encontrado em Marte

Crédito: esfera/Shuttershock

Juntando-se a uma série de outras evidências que levam a acreditar que Marte um dia já abrigou algum tipo de vida semelhante à nossa, cientistas recentemente encontraram resquícios de compostos de nitrogênio que são um “ingrediente-chave” para a existência de vida na Terra. Essa nova descoberta, junto com estudos recentes que apontam que Marte já abrigou um oceano gigante há milhões de anos, entre outros, colocam lenha na fogueira para novos estudos sobre a existência de vida no nosso planeta vizinho.

 

Ainda que nao se saiba que tipo de vida primitiva existiu e evoluiu em Marte, os cientistas acreditam que alguma espécie de criatura possa ter aproveitado essa forma de nitrogênio. De acordo com os pesquisadores, o Planeta Vermelho pode ter, em algum momento, abrigado ambientes favoráveis à vida. O recente estudo foi publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences.

Elemento-chave para a vida é encontrado em Marte
Créditos: esfera/Shuttershock

 

Os cientistas explicam que ainda que quase sempre que pensamos em elementos cruciais para existência de vida nos passe pela cabeça “água e carbono”, o nitrogênio também é um elemento de muita importância. Ele é um componente da clorofila e dos aminoácidos, os blocos de construção das proteínas. Ele também é encontrado no DNA.

 

Ainda que ele seja vital para a existência de vida, o nitrogênio precisa estar na forma correta para ser útil. O nitrogênio presente na atmosfera normalmente consiste em dois átomos presos em uma ligação tripla, que é difícil de ser quebrada e portanto é inacessível. Então, antes de ser utilizado por certas formas de vida, ele precisa ser quebrado e “transformado” em compostos mais úteis, como o nitrato (um átomo de nitrogênio ligado a três átomos de oxigênio). Na Terra, esse processo é realizado por algumas bactérias, mas a luz também tem seu papel.

 

Curiosamente, esse processo de transformação do nitrogênio também pode ter acontecido em Marte, já que cientistas encontraram evidências indiretas da presença de nitrato em pedras marcianas. Utilizando o explorador Curiosity, a NASA coletou exemplares de três diferentes locais onde a evidência foi encontrada.

 

As evidências foram então “cozinhadas” em laboratório, e seus gases foram analisados. Com isso, os cientistas encontraram uma quantidade significativa de óxido nítrico, que a equipe acredita ter se originado de nitrato presente no solo marciano. Depois de levar a contaminação em consideração, os pesquisadores encontraram concentrações de 70 a 1100 partes por milhão de nitrato – o que pode ser comparado à quantidade encontrada em áreas estéreis da Terra, como o Deserto do Atacama.

 

Ainda que a maior parte do nitrato encontrado na Terra seja produzido por organismos vivos, como micróbios, encontrá-los em Marte não é necessariamente um indicativo da presença de vida, ressaltam os pesquisadores. Os cientistas planejam continuar trabalhando sobre esse assunto e investigando os processos que podem ter produzido o nitrato em Marte.

Fonte: IFFCG

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...