Encontraram as possíveis ruínas do palácio de um imperador chinês

As ruínas do palácio do Imperador Kublai Khan, um dos governantes chineses com maior importância na história do país, foram encontradas recentemente por arqueólogos.

Enquanto escavavam antigos domínios das dinastias Ming e Qing (sucessoras da dinastia Yuan – criada por Kublai Khan), os arqueólogos acabaram esbarrando nas possíveis ruínas do palácio do imperador.

A surpresa veio quando os pesquisadores notaram que as paredes folhadas a ouro não eram nada parecidas com o padrão das paredes das dinastias Ming e Qing. Então, com a ajuda de especialistas na história da China Antiga, eles chegaram a conclusão de que essa construção foi erguida durante a época em que Kublai Khan dominava o país.

Porém, infelizmente, os arqueólogos não poderão continuar com a pesquisa na região. Essa região, conhecida como Cidade Proibida, é um patrimônio histórico da China e contém construções antigas que são bem delicadas e frágeis. Então, o governo chinês apenas permitiu que os pesquisadores confirmasse se aquelas eram ou não eram construções da época de Kublai Khan. A partir de agora as pesquisas na área não existem mais.

Tudo o que pudemos fazer foi coletar todas as evidências possíveis para que, em algum tempo futuro, talvez em uma ou duas gerações, alguém possa continuar de onde paramos”, explica Wang Guangyao, responsável pela conservação da Cidade Proibida.

[SCMP]

Comentários
Carregando...