Espécie de formiga da Etiópia pode ‘invadir’ o mundo nos próximos anos

13

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

As florestas da Etiópia estão repletas de uma formiga considerada por muitos especialistas capaz de “invadir” todo o globo.

A infame espécie, Lepisiota canescens está demonstrando o comportamento necessário para a formação de uma super colônia, bem como para se espalhar pelo mundo. “As espécies que nós encontramos na Etiópia podem ter um grande potencial de se tornarem invasoras à nível global”, disse o autor do estudo que revelou os insetos, Magdalena Sorger, pesquisadora do Museu de Ciências Naturais da Carolina do Norte, nos EUA. “Espécies invasivas normalmente viajam com os seres humanos, então com o crescimento do turismo e comércio global nessa região da Etiópia, essas formigas podem viajar na bagagem ou em outros pertences de turistas.

Normalmente, as formigas formam colônias feitas por um ninho, comandado por uma rainha. Mas cerca de 20 espécies diferentes de formigas preferem construir impérios. Essas formigas formam as chamadas super colônias, juntando vários ninhos com várias rainhas. Essas super colônias podem possuir bilhões de indivíduos, que se espalham pelo território, normalmente aniquilando seus vizinhos. A formiga argentina, por exemplo, possui uma super colônia que vai desde a Califórnia até o México. A maior super colônia de formigas já registrada está no Mediterrâneo, e possui 6000km de área, de acordo com um artigo de 2009, publicado no Insectes Sociaux.

A equipe de Sorger estava pesquisando espécies de formigas na Etiópia quando encontraram a L. canescens, que apresentava alguns sinais de formação de super colônias. Uma análise genética foi capaz de revelar que diferentes colônias possuem membros geneticamente diferentes, e que a espécie é nativa da região.

Na Etiópia, a maioria das igrejas são circundadas por florestas, e as formigas em questão parecem ter um gosto especial por elas. Além disso, a L. canescens parece ter uma estranha habilidade de atravessar as florestas até alcançarem fazendas, estradas e construções.

A maior colônia encontra ainda era relativamente modesta em termos absolutas, chegando ao tamanho de 38km. Entretanto, apesar do tamanho modesto, essa é a maior super colônia documentada entre as espécies de formigas da região. O que chama atenção, também, é a velocidade com que a espécie está avançando no território, expandindo de maneira agressiva – o que é outra marca registrada das espécies invasivas.

As descobertas sugerem a possibilidade de que essas formigas podem se tornar, no futuro, invasores globais, colonizando outras regiões.

“É bom ter registros de como essa espécie se comporta em seu habitat natural”, disse Sorger, antes de concluir: “Raramente nós sabemos algo da biologia dessas espécies antes delas se tornarem invasivas”.

Originalmente por Tia Ghose | LiveScience

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...