Esta usina solar mata acidentalmente 6.000 pássaros por ano

28

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Uma usina de energia solar localizada na Califórnia está acidentalmente matando 6.000 aves a cada ano, isso porque os pássaros voam sobre uma área de luz concentrada, e por isso esses animais estão espontaneamente explodindo em chamas. O problema vem acontecendo desde que a usina abriu em 2014. A equipe diz que está tentando de tudo para salvar os pássaros deste destino. Mas até agora, nenhuma solução perfeita foi pensada.
“Estamos fazendo tudo que podemos para reduzir o número de aves mortas”, disse David Knox, porta-voz da usina. Pássaros sendo fritos é tão comum por lá. que os trabalhadores têm apelidado as aves fumegantes de “flâmulas”, porque elas deixam pequenos tufos de fumaça branca para trás quando queimam no céu.

Por que isso está acontecendo?

Bem, é principalmente devido ao design geral da usina e localização. Para capturar a luz solar, a usina usa 12,9 quilômetros quadrados de espelhos gigantes que incidem raios de luz solar em três torres de 40 andares de altura. Uma vez que a luz esteja focada nas torres, sua energia pode ser usada para alimentar turbinas no interior, o que gera energia para a rede elétrica.

O problema é que toda essa luz concentrada em torno das torres os torna um local privilegiado para insetos, e isso atrai as aves. Quando as aves cruzam na frente da luz para chegar aos insetos, elas queimam em segundos. E a situação ainda fica pior pelo fato da usina ficar localizada ao longo da rota migratória do Pacífico – uma rota migratória popular para muitos tipos diferentes de aves, incluindo espécies protegidas.

Esperemos que a equipe agora trabalhe em uma solução, e salve os pobres pássaros. [ScienceAlert]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...