Artigos científicos, notícias e muito mais.

Experimentos mostram que batatas podem crescer em Marte

Originalmente por phys.org.
Traduzido e adaptado por Leonardo Ambrosio.

O Centro Internacional da Batata (CIP) recentemente realizou uma série de experimentos para entender como se comportam as plantações de batatas em condições extremas no nosso planeta, bem como descobrir se elas podem crescer em Marte. De acordo com o phys.org, essa etapa dos testes começou no dia 14 de fevereiro de 2016, realizando provas de conceito sobre o crescimento das batatas em um ambiente que simula as condições de Marte. O ambiente foi projetado por engenheiros da Universidade de Engenharia e Tecnologia (UTEC) de Lima, no Peru, utilizando dados da National Aeronautics and Space Administration, localizada no Centro de Pesquisa Ames, na Califórnia. Os primeiros resultados se mostraram promissores.

“Cultivar as batatas em condições semelhantes à de Marte é uma fase importante do experimento”, disse Julio Valdivia-Silva, um pesquisador associado do Instituto SETI, que trabalhou no Centro de Pesquisa Ames, da NASA. “Se as plantações tolerarem as condições extremas a que estão sendo expostas, elas tem uma grande chance de se comportar da mesma forma em Marte. Faremos uma série de experimentos para descobrir qual variedade de batata se sai melhor”, disse, antes de complementar: “Nós queremos saber quais são as condições mínimas que uma batata precisa para sobreviver”.

Climatologia Geográfica
Ambiente criado em laboratório simula condições de Marte. / Créditos: International Potato Center

O CubeSat, nome dado para o ambiente de testes, possui controle de temperatura, suprimento de água e simula o dia e a noite em Marte, bem como a pressão do ar, níveis de oxigênio e dióxido de carbono. Os cientistas também monitoram, por meio de sensores, todas essas condições.

Segundo Walter Amoros, envolvido no projeto da CIP, uma das grandes vantagens das batatas é o seu gene de adaptação em ambientes extremos. Em 2016, a CIP examinou o solo do deserto Pampas de La Joya, no sul do Peru, e comprovou que batatas podem ser cultivadas mesmo nesse tipo seco e salgado de terra, desde que utilizada uma certa ajuda de fertilizantes – para nutrição e estrutura. “Nós estamos trabalhando com solos muito secos, encontrados nos desertos do sul do Peru. Esse é o tipo de terra mais parecido com o de Marte encontrado na Terra”, disse Chris McKay, da NASA ARC.

No vídeo abaixo, de autoria do Centro Internacional da Batata, você acompanha de forma acelerada (em time-lapse) o crescimento dos brotos de batata em um solo que simula aquele encontrado no Planeta Vermelho.

 

A partir dos experimentos iniciais, os cientistas da CIP já são capazes de afirmar que as missões do futuro em Marte que visem plantar batatas por lá precisam preparar uma estrutura ‘solta’ e rica em nutrientes para que os tubérculos sejam supridos de ar e água.

Os cientistas envolvidos no projeto também se mostraram muito satisfeitos com a capacidade dos brotos em resistir aos empecilhos criados pelo ambiente. De acordo com Amoros, essas são boas notícias para os seres humanos, já que um dia talvez tenhamos que sobreviver em condições muito mais extremas do que as encontradas hoje em dia na Terra.

 

Comentários
Carregando...