Flor- cadáver: A flor mais fedorenta do mundo!

91

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Há quem diga, que o mal cheiro dessa flor, gera náuseas e é semelhante à carne podre. Eu amo flores, e confesso: não consigo imaginar o mal cheiro que essa “flor” pode exalar no ambiente. Pelas fotos do último desabrochar dela em 2013, num Parque da Nova Zelândia, é perceptível que o odor é tanto, que algumas chegam a tampar o nariz. Por ironia da natureza, ela, apesar do fedor, atrai turistas do mundo todo, pois só floresce uma ou duas vezes no ano. Foi descoberta em 1878, pelo biólogo da Itália Odoardo Beccari.

flor-cadaver02

A Amorphophallus titanum ou flor-cadáver, está na categoria de flores raras. É muito grande, chega a medir 6 metros de altura e atingir a marca de 80 kg. É originária da Indonésia e está entre as maiores flores do mundo. Mesmo tendo o título de ‘maior flor do mundo’, na verdade, mesmo, ela é uma inflorescência, que alguns botânicos preferem chamar de espácide. O mal cheiro dela, como tudo na natureza, é de propósito; assim, ela traz para si insetos polinizadores, que podem ajudar a espécie a se perpetuar.

Botânicos do Parque Auckland Domain, que fica na Nova Zelândia, afirmam que a quantidade de exemplares da “flor” pelo mundo, não deve passar de 50. A espécie que fica no Parque, recebeu mais de 15 mil visitantes em 2013, na estufa, quando desabrochou pela primeira vez. Quando a “flor” começa a dar sinais de que vai desabrochar, a equipe do Parque passa a atualizar diariamente notícias e à medida em que o momento se aproxima, intensifica essas atualizações no Facebook para atrair mais visitantes.

flor cadaver

Mesmo com o odor, que é possível sentir a 5 km de distância e aumenta pelo fato da “flor” estar em uma estufa; as pessoas visitam, tiram fotos, fazem selfies e publicam em suas redes sociais. A parte boa para quem está lá, é que apesar do mau cheiro, a “flor” é linda e vale à pena até ter que tampar o nariz, para ver de pertinho esse milagre da natureza. E claro, para quem apenas acompanha essas fotos e notícias virtualmente, a parte boa é que a internet ainda não transmite cheiro.

Os visitantes ficam encantados com a altura da “flor” e o dia em que finalmente ocorrer a próxima florescência, será novamente avisado. A necessidade de tudo isso, se dá, pois, segundo o gerente do Parque, infelizmente, a florescência dura apenas 2 dias e após isso, em num máximo 36 horas, ela perde todas as folhas. O próximo desabrochar desse exemplar do Parque, é esperado para daqui 1 ano, em dezembro de 2016. Não se pode dizer que vai desabrochar de fato, pois, algumas vivem mais de 30 anos e florescem apenas duas vezes. Mas o pessoal do Parque deixa os visitantes tranquilos, pois avisará novamente quando acontecerá.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...