Foguete Proton-M explode após lançamento

46

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Pela segunda vez em menos de três semanas, uma catástrofe de grandes proporções atingiu o programa espacial russo, quando o lançamento de um foguete do modelo Proton-M terminou em fracasso após oito minutos do seu lançamento, que ocorreu no dia 16 de maio (sábado), a partir do Cosmódromo de Baikonur, localizado no Cazaquistão, resultando na destruição completa de um satélite de comunicação mexicano.

O foguete Proton-M foi lançado com sucesso às 11:47 pelo horário local a partir do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, porém passou por uma “situação de emergência” após dez minutos, de acordo com um breve comunicado oficial divulgado pela Roscosmos, a Agência Espacial Federal Russa, após o acidente.

O causa da explosão ocorreu por conta de uma falha na terceira fase do foguete Breeze-M, segundo a Roscosmos. O lançamento foi acompanhado por uma transmissão ao vivo pela internet pelo site da agência. Um vídeo mostra o foguete desaparecendo no céu nublado logo após a sua decolagem para o espaço.

O fracasso vem apenas uma semana após o problema da nave de carga Progress 59, que perdeu a comunicação e após alguns dias girando pela órbita da Terra, reentrou e se desintegrou completamente no dia 8 de maio, queimando consigo vários mantimentos que iriam reabastecer a Estação Espacial Internacional.

11209438_1608045819450099_2927680179507844278_n

 

 

“A falha aconteceu após 10 minutos do lançamento, numa altitude de 161 quilômetros. Por conta de uma falha no terceiro estágio da nave, ela ficou completamente queimada na atmosfera. Ainda não existem relatos de que os detritos tenham alcançado o solo”, disse a agência Roscosmos em um comunicado.

Com 58,2 metros de altura, o foguete Proton foi construído pela empresa Khrunichev State Research and Production Space Centere comercializado pela International Launch Services (ILS). Depois de atingir uma altitude de cerca de 161 quilômetros, o foguete e o satélite de comunicação mexicano Mexsat queimaram na região da Chita, localizado na Rússia, à sudoeste da região da Sibéria Baikal.

Foram enviados Helicópteros Mi8 do Ministério de Emergências da Rússia para procurar quaisquer detritos.

Fonte: Universe Today

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...