Fusão entre Terra Bela e Planet é vista com bons olhos pelos investidores

41

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Originalmente por Debra Werner | Space News
Traduzido e adaptado por Leonardo Ambrosio.

Desde dezembro correm rumores de que dois líderes do pequeno satélite que realiza imagens do nosso planeta, o Terra Bella, estariam próximos de um acordo. Os boatos começaram quando empregados do Terra Bella começaram a visitar escritórios da Planet, em São Francisco-EUA. Ainda que as duas companhias não confirmem um acordo, a Bloomberg relatou no dia 9 de janeiro que a Planet pode estar com planos de adquirir o Terra Bella.

A partir da publicação das primeiras informações, se passou a especular que a Planet poderia ganhar aproximadamente 80 empregados do Terra Bella especializados em operações espaciais e processamento de dados, e que a Planet poderia passar o processo das imagens da Amazon Web Services para a plataforma do Google Cloud. “A Planet não comenta informes não oficiais”, disse a porta-voz Rachel Holm.

A suposta negociação chega como uma surpresa para os especialistas no imageamento da Terra, porque a Alphabet (ligada ao Google) comprou o Skybox (nome anterior do Terra Bella) por cerca de 500 milhões de dólares apenas dois anos e meio atrás. Para os especialistas, a movimentação seria interessante para aprimorar o Google Maps, e também incentivaria os investidores e deixaria mais forte o portfólio da Planet.

“Historicamente, se você olhar para as companhias que foram capazes de construir posições de liderança, elas fizeram isso com posições de monopólio”, disse Shahin Farshchi, parceiro da empresa Lux Capital, e investidor antigo da Planet. Farshchi disse que não conhece nenhum acordo entre Planet e Alphabet, mas acrescenta que os produtos das companhias são complementares.

Com cerca de 375 empregados trabalhando em São Francisco, Berlim, Amsterdã, Bellevue, Washington e Lethbridge, a Planet atualmente opera 61 satélites, além de cinco espaçonaves de 150kg adquiridos em 2015, quando adquiriu a Blackbridge e o RapidEye. A Terra Bella, por sua vez, emprega cerca de 125 pessoas, e possui sete satélites de 100kg em órbita, com o intuito de produzir imagens de alta-definição. Em 2014, a Skybox contratou o Space Systems Loral para construir 13 satélites. A Terra Bella planeja lançar quatro satélites nesse ano.

A companhia Planet, desde quando foi fundada, em 2009, arrecadou 183 milhões de dólares, o que faz a firma valer aproximadamente 1,1 bilhão.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...