Gafanhotos robôs são a nova aposta para a detecção de bombas

14

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Oficina de Investigação Naval do Departamento da Marinha dos EUA investiu US$ 750.000 em um projeto realizado por pesquisadores da Universidade de Washington lem St. Louis, encarregados de modificarem gafanhotos para que os animais detectem bombas e artefatos explosivos remotamente, informa o site da instituição.

O sistema olfativo desses insetos com antenas que detectam componentes químicos é altamente desenvolvido, diz Baranidharan Raman, um professor de engenharia bioquímica na universidade. A equipe pretende observar a atividade neuronal de gafanhotos enquanto se movem livremente e decodificam diferentes cheiros ao seu redor. Além disso, os pesquisadores planejam usar os gafanhotos modificadas como sistemas bio robóticos para coletarem amostras, aplicando uma ‘tatuagem’ de asas de seda biocompatíveis de insetos, que geram um leve calor e ajudam a controlá-los remotamente, direcionando-os para os locais necessários.

Os cientistas passaram vários anos estudando como eles percebem e processam os sinais sensoriais no cérebro dos gafanhotos e descobriram que os odores conduzem a atividade neural que lhes permite até mesmo identificar um cheiro particular, entre outros. Além disso, eles descobriram que os insetos treinados para reconhecerem certos odores poderiam detectá-los em situações complexas.

Embora que para detectar diferentes cheiros é usado atualmente o olfato canino, o treinamento de cães é mais complicado e requer mais tempo. [RT]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...