Grandes hoaxes científicos de 2014

19

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Pois é pessoal, 2014 chegou ao fim, mas que tal darmos uma olhada em alguns enganos que ocorreram no ano?

Acompanhem aqui abaixo um lista de 10 dos maiores enganos que ocorreu em 2014. Boa leitura.

1. Johns Hopkins não fez uma “atualização do câncer”

Uma sequência de e-mails iniciada em 2007 tornou-se viral na primavera de 2015. Eles reivindicavam que Johns Hopkins, um renomado médico internacional, lançou uma “atualização” sobre a “verdade” do câncer. A falsa afirmação continha alegações de que um forte sistema imunológico iria prevenir o câncer, que déficits nutricionais causam a doença e suplementos ajudariam nisso, e que a quimioterapia faz mais mal do que bem. Em um esforço para preservar o seu bom nome, Johns Hopkins abordou as reivindicações anos atrás, descrevendo a verdadeira ciência por trás de cada falsidade.

2. Um homem não nadou com tubarões em porto de Sydney

Um vídeo que se tornou viral em Junho mostrava um mergulho de um homem no penhasco de Porto Sydney apenas para ser surpreendido por um grande tubarão branco. Embora o título do vídeo seja: “GoPro: Homem luta com grande tubarão branco em Porto Sydney”, não havia qualquer interação entre o nadador e o tubarão. Isso foi provavelmente devido ao fato que não havia nenhum animal perto dele. Falhas técnicas tornaram muito aparente que o vídeo do tubarão era apenas uma emenda com o vídeo do homem.

3. Marte jamais parecerá tão grande quanto a Lua

Outra dor de cabeça constante é a afirmação de que Marte apareceria tão grande quanto a lua cheia no céu à noite. Isso nunca ocorreu! Nunca! Originalmente, o planeta se aproximou o suficiente para ser visto com um telescópio de aumento de 75x, fazendo com que parecesse tão grande quanto a Lua quando vista a olho nu, mas isso levou um toque ridículo. Marte estava do lado oposto do Sol sobre a data em que foi acusado de estar em seu ponto mais próximo que nunca da Terra e Lua não estava nem perto de estar cheia. O planeta vermelho teria de se aproximar 118 vezes do que nunca esteve, para que isso fosse verdade.

4. Mesmo com uma patente, óxido de prata não pode curar a AIDS

Em meados da década de 1990, o escritório de patentes dos Estados Unidos aprovou um um composto contendo óxido de prata, alegando os supostos benefícios que incluiriam livrar o corpo humano de Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, mas conhecida como AIDS. Durante o verão, o site 9GAG irresponsavelmente criou um gráfico que diz “Quer saber um segredo:5676977 apenas pesquisar no google”. Este refelte o número de patentes, implicando que haveria uma cura oculta da AIDS. Não há absolutamente nenhuma evidencia de que o óxido de prata possa tratar a doença, e receber uma patente não é o mesmo que ter a aprovação do FDA.

5. NASA nunca previu um apagão global

Outro mito que mantém-se ressurgindo ano após ano é a reivindicação que a NASA previu um apagão global em dezembro de 2012, embora este mito possa ter sido renovado e aplicado a 2013 e 2014, quando o evento previsto nunca aconteceu. Dizia-se que haveria um apagão global, durante 3 dias, tempo durante o qual a Terra iria realmente viajar entre diferentes dimensões. Esse pânico foi causado quando o Administrador da NASA Charles Bolden participou de um vídeo sobre a preparação geral, em caso de tornados, inundações e coisas normais assim. Definitivamente, não para viagens entre dimensões.

6. O CDC nunca “admitiu” que a vacina contra a gripe não funciona

Uma das linhagens presentes na vacina para gripe sazonal deste ano evoluiu por deriva genética, o que quer dizer que o vírus evoluiu levemente desde o tempo em que os fabricantes da vacina começaram a fazê-la e o começo da temporada da gripe. Houve reclamações no sempre horrível Natural News falando que o CDC’s anunciou ter dito que a vacina sazonal não funciona. De fato, a vacina abrange várias tensões. Mesmo nos anos anteriores que experimentaram uma deriva com uma tensão especial, a vacina ainda tem a capacidade de fornecer algum grau de proteção e diminuir a gravidade da doença.

7. Não há nenhum alienígena no Atacama

Em 2003, “pesquisadores” supostamente descobriram restos de uma suposta criatura fossilizada no deserto de Atacama, e os fósseis eram menores do que seria uma criança. Algumas especulações levaram a crer que que o fóssil era de um alienígena. A verdade é que não há evidências nem de que essa história seja real.

8. Um homem não viu um jacaré de duas cabeças na florida

Uma fotografia tornou-se viral no verão por causa um homem chamado Justin Arnold. Ele alegou ter visto um jacaré de duas cabeças enquanto caminhava com seu cachorro na Florida. Infelizmente, há algumas pistas na imagem que indicam que não era realmente um animal real. Além disso o site dele é cheio de esquisitices falsas, inclusive um dizendo que cresceu pele em um peixe (porque aparentemente ficou frio e transformou-se em um mamífero). Atualmente, não se sabe se o jacaré com duas cabeças foi produto de má qualidade ou um photoshop criativo.

9. Protetor solar lhe dará câncer

Durante o verão, o website pseudocientífico Real Farmacy publicou um artigo descrevendo formas de como o protetor solar causaria câncer. Algumas reivindicações diziam que bloquear os raios solares causa uma deficiência preocupante de vitamina D — e, portanto, os usuários do produto seriam mais prováveis de obter melanoma – e que desregula o corpo no âmbito endócrino. Na verdade, o artigo completo está baseado no medo e não alegações científicas sólidas, então, por favor, não se esqueça de usar o protetor solar para se proteger do câncer de pele.

10. Megalodon não está vivo

Entusiastas ao redor do mundo foram coletivamente consternados ao ver o Discovery channel — mais uma vez — produzindo um documentário falso durante a s”emana do tubarão”. Neste verão, instalações construídas em cima do filme de 2013 fornecia “evidencias” que o sólido pré-histórico animal ainda está nadando por aí. Embora houvessem renúncias afirmando que os “especialistas” foram realmente apenas atores, tudo passou despercebido e muitas pessoas foram enganadas. A Discovery estava apenas esperando para colocar fora o material de boa reputação.

Fonte

Lisa Winter. Biggest Scientific Hoaxes of 2014. IFFCG.

Tradução e Revisão

Ana Rafaely, Douglas Rodrigues e Josikwylkson Costa.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...