Hubble captura a violenta morte de uma estrela incomum

Créditos: Hubble Space Telescope.
13

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Essa imagem mostra um casal celestial, que foi capturado pelo Telescópio Espacial Hubble. Trata-se da estrela WR124, que está próxima do centro da nebulosa M1-67. Ambas estão localizadas a 15.000 anos-luz de distância e compõem parte da constelação de Sagitário.

WR124 forma parte de um tipo de estrela bastante incomum, conhecida como Wolf Rayet. Esses astros são estrelas massivas que, a medida que elas esgotam o seu hidrogênio, colapsam de maneira violenta, gerando extremos ventos estelares a cerca de 150.000 quilômetros por hora.

De acordo com os cientistas, a agressiva e lenta morte de WR124 – 25 vezes maior do que o nosso Sol e 150.000 vezes mais luminosa – começou há aproximadamente 10.000 anos.

Os ventos estelares de estrelas Wolf Rayet são tão agressivos que podem enviar partes de hidrogênio a uma distância de até seis anos-luz.

Os dados dessa imagem foram recebidos pela primeira vez em 1998, mas em 2015 foram processados novamente pela NASA em uma busca para obter mais informações sobre essas estrelas incomuns.

FONTE

CARMONA, Andrea Small. Hubble capta la violenta muerte de una inusual estrella. Scientific American, 2016. Disponível em: <http://www.scientificamerican.com/espanol/imagenes-de-la-ciencia/hubble-capta-la-violenta-muerte-de-una-inusual-estrella/>. Acesso em: 20 ago. 2016

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...