Maconha pode aumentar nível de açúcar no sangue

126

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um novo estudo sugere que a utilização da maconha pode aumentar o risco do desenvolvimento de pré-diabetes, uma condição em que o nível de açúcar no sangue é alto, mas não o suficiente para garantir um diagnóstico de diabetes tipo 2.

No estudo, os pesquisadores descobriram que as pessoas que utilizaram altas doses de maconha durante o início da vida adulta tinham 40% mais chances de desenvolver a pré-diabetes. No entanto, não há evidências de que a droga pode aumentar os riscos da diabetes tipo 2.

maconha

Algumas pesquisas anteriores apontavam que os usuários de maconha normalmente apresentavam menos casos de diabetes. Entretanto, Michael Bancks, Ph.D da Universidade de Minnesota e autor do novo estudo, disse que as abordagens anteriores analisavam o uso da droga e a existência de diabetes ao mesmo tempo, deixando algumas dúvidas sobre o que acontece com a saúde dos usuários depois de alguns anos.

Os resultados da nova pesquisa, no fim, acabaram contradizendo o que apontavam os estudos anteriores, ainda que tenham conseguido apenas uma ligação entre a maconha e a pré-diabetes (e não com a doença final).

Bancks afirma que novas pesquisas são necessárias para analisaram essa nova ligaçao, e recomenda que pesquisadores prestem atenção em grupos diferentes de pesoas, na maneira como a droga é utilizada e na quantidade das doses. Ele também encoraja médicos e conversarem com seus pacientes sobre os riscos potenciais da maconha, visto que a popularidade de droga vêm crescendo em alguns países por conta da onda de legalização e regulamentação.

Bancks ressalta que ainda existem muitas questões a serem estudadas sobre os efeitos da maconha na saúde, e que a popularização da droga naturalmente irá lançar holofotes sobre tais dúvidas.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...