Mais da metade das tartarugas marinhas já engoliram plástico

35

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

De acordo com novo estudo realizado ao redor do mundo, cerca de 52% das tartarugas marinhas já ingeriram plástico ao confundi-lo com águas-vivas. A pesquisa, liderada por Qamar Schuyler, da Universidade de Queensland, foi publicado no ‘Global Change Biology’.

Qamar criticou a maneira como produzimos plástico atualmente, e disse que as tecnologias de depósito de lixo não estão evoluindo no mesmo ritmo que a produção do produto. Em sua entrevista a ‘Washington Post’, ele afirmou que cerca de 4 a 12 milhões de toneladas de plástico são jogados em nossos oceanos a cada ano.

shutterstock_62202697

O plástico que é ingerido pelas tartarugas oferece uma série de complicações: dores, bloqueio do intestino e liberação de substâncias tóxicas. Além disso, algumas tartarugas morrem de fome após ingerir plástico pois, por se tratar de algo indigerível, ele dá a sensação de estômago cheio.

Para provar que 52% das tartarugas marinhas já foram atingidas por esse problema, os pesquisadores utilizaram modelos preditivos, junto com autópsias de animais mortos. Então os especialistas juntaram os mapas de população de tartarugas com a distribuição de plástico ao redor dos oceanos. Tudo isso, junto com observações, deram aos pesquisadores as informações necessárias para modelar os riscos de ingestão de plástico por parte desses animais.

De acordo com o estudo, as populações de tartarugas mais afetadas pelo problema do plástico são as da costa leste da América do Norte, da Austrália, África do Sul, do leste do Oceano Índico e do sudeste da Ásia.

“Se não tomarmos as medidas necessárias, o problema só tende a piorar”, disse Qamar.

Visto em IFFCG

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...