Mamíferos trocaram a noite pelo dia somente após a extinção dos dinossauros

19

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Com informações de ScienceDaily

A grande maioria dos seres humanos são mais ativos durante o dia. À noite, costumamos dormir, a menos que tenhamos alguma outra atividade que nos faça ficar acordados durante a noite. O mesmo acontece com grande parte dos mamíferos, mas isso nem sempre foi assim.

De acordo com um estudo publicado recentemente pela University College London, os mamíferos só começaram a apresentar comportamento diurno depois que os dinossauros foram varridos da Terra, há 66 milhões de anos. O Museu Steinhardt de História Natural, da Universidade de Tel Aviv também participou da pesquisa.

Há algum tempo que existem teorias apontando que nosso ancestral em comum com todos os outros mamíferos era noturno, mas as novas descobertas revelam quando os mamíferos provavelmente passaram a viver mais durante o dia. O estudo foi publicado em 6 de novembro de 2017 na Nature Ecology & Evolution, e analisou dados de 2415 espécies de mamíferos que existem hoje em dia, utilizando algoritmos de computadores para reconstruir seus padrões de atividade há milhões de anos. Foram utilizadas duas “árvores genealógicas” diferentes durante a pesquisa.

Os resultados mostram que os mamíferos mudaram para a atividade diurna quando os dinossauros desapareceram da Terra. Essa mudança, obviamente, não correu de uma hora para outra, mas envolveu estágios intermediários com duração de milhões de anos.

“Nós estamos muito surpresos de descobrir essa relação tão próxima entre o desaparecimento dos dinossauros e o começo da atividade diurna em mamíferos, mas nós encontramos esse mesmo resultado de maneira unânime usando várias análises alternativas”, explicou o autor principal, estudante de PhD, Roi Maor, da Universidade de Tel Aviv e do University College London, em entrevista ao ScienceDaily.

A equipe descobriu que os ancestrais dos símios foram os primeiros a desistir da atividade noturna. Esta descoberta se encaixa com o fato de que os primatas símios são os únicos mamíferos que evoluíram e se adaptaram para ver melhor a luz do dia. A percepção de cor dos símios é comparável à dos répteis e pássaros diurnos – que nunca tiveram atividade noturna.

A equipe afirma, no entanto, que pesquisas adicionais são necessárias para melhor povoar a árvore genealógica dos mamíferos e encontrar mais informações sobre quando o comportamento das espécies mudou, exatamente, da atividade noturna para a diurna.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...