Mesmo os níveis mais baixos de desidratação podem afetar a capacidade cognitiva, diz estudo

39

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Com informações de ScienceAlert.

Uma pesquisa recente publicada no ‘Medicine & Science in Sports & Exercise‘ mostrou que mesmo níveis mínimos de desidratação podem levar a uma perda de habilidade cognitiva. A pesquisa em questão consistiu em uma análise de estudos anteriores, e estabeleceu uma ligação entre a desidratação e performances abaixo da média em atividades que exigem foco avançado ou grande processamento mental.

A análise recente contribui para a vasta literatura já existente no que diz respeito aos malefícios da desidratação e do consumo abaixo do indicado de líquido. De acordo com os pesquisadores, se o seu corpo liberar um litro de água (com o suor, por exemplo), você já pode começar a sofrer com o desbalanceamento mental. Isso serve para reforçar o quão importa é a hidratação no nosso dia a dia, com a negligência neste aspecto podendo levar a problemas consideráveis em nossa performance cognitiva.

“Nós descobrimos que quando as pessoas estão mesmo que levemente desidratadas elas não vão tão bem em atividades que requerem processamento complexo ou muita atençã”, disse a principal responsável pela análise, Mindy Millard-Stafford, do Instituto de Tecnologia da Georgia, de acordo com o ScienceAlert.

Ao todo, 33 estudos prévios foram analisados por Millard-Stafford e seu colega, Matthew Wittbrodt. Os estudos envolviam 413 indivíduos que haviam experimentado uma perda de 1% a 6% de massa corporal por meio da desidratação.

De acordo com os cientistas, a partir de uma perda de 2% de massa corporal por meio da desidratação os indivíduos já começam a mostrar os sintomas de redução na habilidade cognitiva. Além disso, os pesquisadores indicam que não necessariamente o nosso corpo nos dá sinais de que estamos passando por uma desidratação de natureza tão mínima. Isto é, mesmo sem sentir sede ou necessidade de nos hidratar, já podemos estar experimentando algum nível de perda cognitiva.

A análise se soma a outras pesquisas anteriores que já indicavam uma ligação entre a desidratação e a diminuição na capacidade de executar certas atividades, como a atenção, coordenação motora, entre outras.

No que diz respeito aos níveis mínimos de ingestão de líquido por dia, as quantidades podem variar de acordo com cada indivíduo. No entanto, os especialistas recomendam que as mulheres consumam cerca de 2,7 litros de água por dia, enquanto os homens devem buscar uma ingestão de 3,7 litros diários.

Vale ressaltar, no entanto, que existem certas limitações na pesquisa, já que os estudos individuais foram realizados com pessoas diferentes, sob diferentes condições e estruturas. Justamente por esse motivo, novas pesquisas devem ser feitas no futuro para fornecer mais detalhes dentro deste tema.

A pesquisa foi publicada no Medicine & Science in Sports & Exercise.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...