Microexpressões existem?

73

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Se existe realmente nós não podemos dar certeza absoluta, mas que é um assunto interessante sim. Tanto é que o tema “microexpressões” foi pano de fundo da série Lie to Me. Lie to Me é uma série investigativa da FOX, que estreou em 2009. Na ficção, os especialistas em microexpressão utilizam seu conhecimento para ajudar a polícia a capturar bandidos e resolver casos. Neste artigo, vamos utilizar algumas imagens do ator que protagonizou o seriado, a fim de exemplificar algumas microexpressões.

A área de estudo de microexpressões em si não é considerada ficção. Na verdade, o consultor que deu robustez a série Lie to Me, Paul Ekman, é considerado um dos psicólogos mais influentes do século XX com base em publicações, citações e prêmios. O título foi concedido pela Associação Americana de Psicologia. Ekman tem atualmente 81 anos, é natural de Washington, D.C. e possui treze obras publicadas até o momento.

Podemos considerar a expressão facial como a forma mais primária que o ser humano possui para expressar seus sentimentos. As microexpressões são consideradas expressões involuntárias e muito rápidas (cerca de segundos ou até frações de segundo). Normalmente, as microexpressões ficam mais aparentes quando o indivíduo tenta ocultar ou reprimir alguma emoção.

Microexpressões faciais universais

Por serem involuntárias, entende-se que as microexpressões são universais. A seguir, três das mais famosas:

1 Nojo

nojo

A expressão de nojo é caracterizada pelo franzimento do nariz e pelo levantamento do lábio superior.

2 Medo

medo

Já a expressão de medo traz quatro micro pontos principais: sobrancelhas levantadas, pestanas (ou pálpebras) superiores levantadas, inferiores tensas e lábios ligeiramente esticados em direção às orelhas.

3 Raiva

raiva

Por último, a raiva traz consigo (nem que seja por segundos): sobrancelhas franzidas, olhos brilhantes ou “estalados” e lábios cerrados.

Fica o convite para assistir a série e catar as microexpressões no seu dia-a-dia.

Fonte: Desvendando a Linguagem Corporal

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...