Artigos científicos, notícias e muito mais.

Muita vitamina B12 no corpo pode provocar espinhas

Um novo estudo abordado em uma publicação do portal americano ‘LiveScience’ revela que a presença excessiva de vitamina B12 no corpo pode provocar acne. O estudo descobriu que na presença da vitamina B12, a bactéria que está comumente ligada à acne começa a liberar moléculas inflamatórias conhecidas por provocar espinhas.

No estudo, cientistas investigaram as diferenças entre as bactérias da pele de pessoas propensas à acne e bactérias de pessoas que tinham faces livres de espinhas e cravos. Os especialistas atentaram para a expressão dos genes das bactérias, na esperança de descobrir porque o Propionibacterium acnes, que é o mais comum micróbio da pele, causa espinhas em algumas pessoas mas não em outras. Eles descobriram que a vitamina B12 alterava a expressão do gene das bactérias presentes na pele, o que pode levar às inflamações.

woman-skin-mirror-150624

Em humanos, a vitamina B12 tem papel improtante no metabolismo, na formação de células vermelhas do sangue e manutenção do sistema nervoso central. Ela é normalmente encontrada em suplementos multivitamínicos, mas a nova pesquisa mostra que tomar esses suplementos de B12 pode não ser uma boa ideia se você costuma ter muitas espinhas.

A coautora do estudo, Huiying Li, disse ao ‘LiveScience’ que acredita que existe uma ligação entre a vitamina B12 e a acne, ainda que outras pesquisas devam ser feitas na sequência para confirmar de fato a teoria. Li é professora assistente de farmacologia na Escola de Medicina David Geffen, na Universidade da Califórnia em Los Angeles.

Estudando as expressões dos genes, a equipe de Li percebeu que a vitamina B12 alterava significativamente as bactérias presentes na pele das pessoas com acne, comparadas com as bactérias da pessoas com a pele livre de espinhas. Essa descoberta levantou suspeitas em Li sobre o papel da vitamina B12 na acne. As suspeitas ficaram ainda maiores quando a equipe percebeu que estudos anteriores, da década de 1950, já citavam a possibilidade desta ligação. A equipe, então, estudou os casos onde as pessoas que não tinham espinhas recebiam uma injeção de B12. Nestes casos, a injeção reprimia a expressão dos genes nos P. acnes envolvidos na síntese da vitamina. A expressão desses genes apareceu em níveis similares aos que passavam por problemas com espinhas.

Uma semana após receber a injeção de vitamina B12, um dos 10 participantes apresentava muitas espinhas. A expressão dos genes do P. acnes deste indivíduo também mudou, e se tornou similar a dos pacientes que sofriam com acne – antes do processo, a expressão de seus genes era “saudável”.

Novas pesquisas ainda devem ser feitas para compreender realmente a ligação entre o excesso de vitamina B12 no corpo e a aparição de espinhas.

Fonte: LiveScience

Comentários
Carregando...