NASA encontra espaçonave perdida orbitando a Lua

16

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Originalmente por Fiona MacDonald | ScienceAlert
Traduzido e adaptado por Leonardo Ambrosio.

A NASA recentemente recuperou uma espaçonave que estava perdida há oito anos. A nave, de procedência indiana, perdeu o contato com a Terra em 2009, e foi encontrada agora orbitando a Lua.

Foram radares terrestres da NASA que encontraram sinais da espaçonave Chandrayaan-1, que deixou a Terra em 2008, rumo à Lua.

Mesmo sabendo que a espaçonave havia tomado a direção da Lua, não foi tão fácil assim encontrá-la. Nossos telescópios muitas vezes têm dificuldade para observar a Lua por conta de seu brilho, e o tamanho da espaçonave (1,5m em cada lado) também não ajudou muito o trabalho dos cientistas. Além disso, a Lua possui certas concentrações de massa que interferem na gravidade, podendo muitas vezes expulsar objetos da sua órbita. Por esses e outros motivos, não havia certeza absoluta de que a Chandrayaan-1 estaria ainda em órbita lunar.

Utilizando seus softwares de monitoramento e levando em consideração a última vez em que se ouviu falar da espaçonave, uma equipe da NASA estimou que ela deveria estar em algum lugar a 200km acima da Lua. Com base nisso, bombearam microondas em direção ao polo norte da estrela, localizado a aproximadamente 380.000km. Desta forma, se qualquer espaçonave cruzasse o caminho das ondas, a NASA seria capaz de detectá-la. E foi exatamente isso que aconteceu. A equipe ocasionalmente detectou uma pequena espaçonave cruzando o caminho das ondas duas vezes em cerca de quatro horas: o mesmo período orbital que os cientistas esperavam que a Chandrayaan-1 apresentasse.

Surpreendentemente, a espaçonave não havia mudado muito a sua localização de 2009, e ainda apresentava a forma e o alinhamento esperado pela equipe, conforme constatou Ryan Park, diretor do grupo da JPL Solar System Dynamics. Poucas diferenças no comportamento da espaçonave foram detectadas.

Chandrayaan-1

Esta foi a primeira espaçonave utilizada pela Índia em missões na Lua, e seu trabalho consistia em realizar um mapeamento químico e geológico da estrela. Em determinado ponto de sua missão, chocou-se contra a superfície lunar, explodindo grandes quantidades de poeira – posteriormente analisadas pelos cientistas. Foi por conta de seu trabalho que chegamos às primeiras evidências sólidas de água congelada na superfície da Lua.

Já existem planos por parte da Índia para lançar a Chandrayaan-2, que além de orbitar deverá descer e rondar a superfície lunar. Seu lançamento está previsto para o começo de 2018.

Conforme constata o ScienceAlert, não há muito o que se fazer com a espaçonave reencontrada, mas o fato da NASA ser capaz, por meio de seus softwares, de realizar esses rastreamentos, é extremamente interessante. Isso porque em épocas futuras, onde devemos enviar ainda mais objetos e pessoas para o espaço, essa tecnologia pode ser muito útil.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...