Nossos antepassados cruzaram com uma espécie desconhecida

25

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um grupo de cientistas espanhóis e indígenas acabaram concluindo em um estudo publicado na revista Nature Genetics que nossos ancestrais cruzaram com uma espécie desconhecida cujo o impacto ainda pode ser encontrado no genoma dos habitantes das ilhas indianas de Andamã, que ficam localizadas perto da costa do subcontinente.

Para o estudo os cientistas analisaram o genoma de 70 índios, sendo 10 deles nativos do arquipélago de Andamã, com a intenção de determinar a origem do seu povo. Assim foi revelado que os habitantes das Ilhas de Andamã são geneticamente muito semelhantes a outras populações do mundo, apesar de que se acreditava anteriormente que sua pele mais escura, cabelos crespos e baixa estatura desses humanos eram muito diferentes dos índios do continente.

Uma teoria considerou que eles eram descendente de seres humanos diferentes, que deixaram a África cerca de 60.000 anos atrás para preencher o resto do planeta.

O mais surpreendente do estudo é que o genoma desta população contém fragmentos que não correspondem a qualquer ser humano real. Segundo os pesquisadores, se trata de restos do genoma de um ancestral extinto com o qual o Homo sapiens se misturou. A identidade deste hominídeo ainda não se sabe ao certo. [New Scientist]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...