Nova embalagem biodegradável dobra a vida útil de alimentos perecíveis

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA
58

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Se você costuma comprar frutas ou outros produtos perecíveis, provavelmente já teve problemas com as embalagens que acompanham os alimentos. Em poucos dias, suas frutas já estão cheias de fungos e precisam ser descartadas. No entanto, isso pode estar para mudar.

Um comunicado da Universidade Nacional de Singapura dá conta de uma equipe de pesquisadores que está desenvolvendo um novo tipo de embalagem, feito a partir de substâncias retiradas de crustáceos e extrato da semente de uva. De acordo com a Universidade, essa embalagem protege melhor os produtos da ação de fungos e pode dobrar a vida útil de alimentos perecíveis.

A quitosana, extraída do exoesqueleto de crustáceos, possui propriedades antimicrobianas e antifúngicas, dizem os pesquisadores. Já o extrato da semente da uva, ajuda com suas propriedades antioxidantes, antissépticas, entre outras. Utilizando a embalagem feita a partir dessas duas substâncias em testes, os pesquisadores dizem que foram capazes de aumentar em até duas vezes a durabilidade dos produtos perecíveis.

Os responsáveis pela pesquisa dizem que a utilização da nova embalagem tem impactos econômicos e ambientais, já que reduz o desperdício de comida, atrasando o processo de degradação dos alimentos, além de ser biodegradável. Agora, o principal idealizador do projeto, o professor Tan Yi Min, do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade, planeja continuar aprimorando a tecnologia, além de introduzi-la no mercado como alternativa às embalagens comuns.

Mais informações no site da Universidade Nacional de Singapura

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...