Nova tecnologia promete ajudar na prevenção de ataques de tubarões

23

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Pesquisadores estão testando uma nova tecnologia que tem como objetivo detectar tubarões e alertar salva-vidas quando eles se aproximam da praia – na esperança de diminuir os ataques de tubarões.

Até o dia 12 de dezembro deste ano haviam ocorrido 17 ataques de tubarões na Austrália, por exemplo, e os atuais métodos de defesa, como as redes, por exemplo, simplesmente não são tão efetivos, e acabam também danificando o meio ambiente.

Mas essa nova tecnologia, que esta sendo testada pelos australianos da Universidade de Sydney e do Departamento de Indústrias Primárias do país podem limitar os danos ao ecossistema, ao mesmo tempo em que mantém separados humanos e tubarões. O aparato que está sendo desenvolvido é chamado de ‘Clever Buoy’ (ou Bóia Inteligente).

“Em conjunto com o aumento da vigilância aérea, monitoramento por drones, marcação, detecção e o aplicativo SharkSmart, a tecnologia Clever Buoy pode nos ajudar a gerenciar e mitigar o risco de ataques de tubarões em Nova Gales do Sul, na Austrália”, disse Niall Blair, Ministro de Indústrias Primárias de Nova Gales do Sul.

A boia, desenvolvida pela empresa baseada em Perth, Shark Mitigation Systems, funciona utilizando tecnologia sonar, que procura por objetos do tamanho de tubarões que se movam de maneira semelhante a esses animais. Se ele detecta um objeto parecido com um tubarão, ele envia um alerta para os salva-vidas e demais interessados para que as águas possam ser evacuadas.

Mas as pessoas não vão precisar sair correndo da água toda vez que encontrarem um golfinho. Com o passar do tempo, os desenvolvedores esperam que o aparato seja capaz de identificar as peculiaridades dos tubarões, para que sejam separados dos outros animais, permitindo um melhor diagnóstico da situação. Os pesquisadores dizem que a ideia é que o Clever Buoy funciona com algo semelhante ao reconhecimento facial em humanos.

Nos primeiros testes realizados, o aparelho se mostrou útil para detectar certos tipos de tubarões em ambientes controlados. Agora, o próximo passo é testar a tecnologia em ambientes reais.

Fonte: ScienceAlert

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...