O que acontece quando estralamos os dedos?

14

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O ato de estralar os dedos: imensamente satisfatório para alguns, agoniante para outros. Independentemente de você gostar ou não, já se perguntou sobre o que acontece quando ocorre o estralo (barulho)? Depois de filmar as articulações de um homem usando um scanner de ressonância magnética, os pesquisadores descobriram que o som do estalo corre devido à rápida formação de uma cavidade no fluido que envolve a articulação.

Embora possa parecer trivial, os cientistas têm debatido a origem do som característico produzido quando as articulações estão já gastas há algum tempo, e várias hipóteses têm sido discutidas. De volta à 1947, por exemplo, os cientistas publicaram um estudo em que eles haviam usado radiografia para visualizar o que estava acontecendo. Eles concluíram que a formação de um espaço livre, ou bolha, era o responsável pelo barulho de “rachadura”, e essa ideia permaneceu incontestada por cerca de 25 anos.

Entretanto a confiança desta ideia começou a diminuir. Uma equipe de cientistas decidiu repetir a experiência nos anos 70. Apesar de terem utilizado um protocolo semelhante, eles chegaram em uma conclusão diferente: o barulho vinha do colapso, ao invés da formação de uma bolha. E para tornar as coisas mais complexas, outros grupos mais tarde propuseram diversas ideias, como o recuo de ligamentos ou a formação de uma cavidade.

2015-04-16_1036

Cientistas da Universidade de Alberta decidiram projetar um estudo mais robusto e detalhado no qual esperavam que finalmente pudessem resolver a incógnita. Para a investigação, capturaram a ação em tempo real usando imagens de ressonância magnética. Para isso, um dos autores do estudo foi colocado dentro de um aparelho de ressonância magnética e os dedos foram lentamente puxados por um cabo até que eles estralassem, um evento que ocorreu em menos de 310 milissegundos.

Eles concluíram que o som esta associado com a rápida formação de uma cavidade cheia de gás dentro do líquido de lubrificação em torno da articulação, o que permanecia visível após o ruído ser produzido. Curiosamente, eles também observaram um clarão branco transitório que aparece pouco antes das rachaduras comuns, que nunca tinham sido observadas antes. Embora eles não tenham certeza ainda do que seja isso, eles esperam novas investigações por meio de varreduras mais detalhados.

Os pesquisadores esperam que este trabalho possa incentivar ainda mais a investigação sobre os possíveis danos ou benefícios sobre estralar os dedos, que para a maioria da população pode causar artrite, apesar da falta de evidências para isso.

Fonte: Universidade de Alberta, Plos One

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...