Artigos científicos, notícias e muito mais.

O universo pode possuir dez vezes mais galáxias do que imaginávamos

Cientistas descobriram recentemente que o que nós chamamos de universo observável tem pelo menos 10 vezes mais galáxias do que as imagens do Hubble sugeriam (de 100 a 200 bilhões) desde a década de 1990.

Usando dados coletos de várias imagens do próprio telescópio Hubble e de outras fontes, uma equipe internacional liderada por Christopher Conselice, da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, criou um mapa 3D do universo conhecido. Modelos matemáticos foram utilizados para calcular as galáxias que nosso telescópios ainda não conseguem observar. Isso nos mostrou que 90% das galáxias estão muito longe para serem vistas por nós de forma clara.

O mapa recria, da forma mais precisa possível, épocas diferentes da história do universo, remontando até 13 bilhões de anos atrás. Isso fez os cientistas descobrirem que, há muitos bilhões de anos, o universo possuía 10 galáxias a mais por unidade de volume. As galáxias diminuíram em número (e aumentaram em tamanho) à medida em que os anos se passaram.

Isso ajuda a responder o paradoxo de Olber (que questiona o fato do céu permanecer escuro durante a noite, mesmo com a grande quantidade de estrelas). A miríade de estrelas dentro dos bilhões de galáxias invisíveis para o olho humano se dão por conta do comprimento de onda da luz, a estrutura dinâmica do universo, poeira intergalática e absorção de luz por parte do gás. Isso tudo faz com que o céu permaneça predominantemente escuro durante a noite.

Conselice diz que é espantoso o fato de que 90% das galáxias existentes ainda tenham que ser estudadas por nós. “Quem sabe quais propriedades descobriremos quando estudarmos essas galáxias”, disse Conselice.

O desenvolvimento de telescópios mais modernos e avançados em termos de tecnologia, como o James Webb (JWST), poderá certamente nos ajudar a ver o universo observável de forma clara. Quem sabe o que nos espera nessa região inexplorada do universo?

Em todos os casos, um universo maior significa mais espaço para procurarmos por vida extraterrestre, por que não? Sempre que pensamos entender algo sobre ele, o universo parece nos surpreender.

Originalmente por Dom Galeon | Futurism

Comentários
Carregando...