Os cientistas conseguem ver pela primeira vez o cérebro de um bebê com Zika vírus

15

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Uma equipe internacional de pesquisadores do zika apresentou o primeiro relatório sobre a aparência do cérebro das crianças e dos embriões afetados pelo vírus, informa a revista Radiology.

Quase todos os bebês têm um volume de tecido cerebral anormalmente baixo, dando a impressão de que seus crânios são ‘enrugados’. De acordo com os médicos isto é devido à atrofia cerebral progressiva e compressão deste órgão.

No total, os médicos estudaram 17 embriões e bebês infetados com o Zika vírus, e 28 embriões com suspeita de infeção. O estudo foi realizado com ressonância magnética fetal, tomografia computadorizada da cabeça e, em alguns casos, ultra-som.

As imagens médicas são um requisito obrigatório para a detecção e diagnóstico de alterações estruturais associadas com a infecção, especialmente no requisito do sistema nervoso central”, diz a principal autora do relatório, Fernanda Tovar-Moll.

[Radiology]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...