Óvulos foram desenvolvidos até a maturidade em laboratório pela primeira vez

0

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Pela primeira vez, os cientistas levaram com sucesso óvulos humanos desde os primeiros estágios até a maturidade em um ambiente de laboratório. Esta realização está preparada para nos dar uma nova visão de como os óvulos se desenvolvem e potencialmente poderia oferecer uma nova e atraente opção para indivíduos que correm o risco de perda de fertilidade.

Para o estudo, pesquisadores da Universidade de Edimburgo levaram o tecido ovariano de 10 pessoas entre 20 e 30 anos. Usando vários nutrientes, eles incentivaram os óvulos a desenvolver até a maturidade, o ponto em que eles poderiam ser fertilizados. Um total de 48 óvulos atingiu a fase final do processo, e desses, nove, atingiram a maturidade total.

Atualmente, indivíduos em risco de infertilidade devido a radioterapia ou quimioterapia podem ter tecido ovariano removido antes do tratamento e re-implantado em uma data posterior. Para os jovens que ainda não passaram pela puberdade e ainda não produzem óvulos, esta é a única opção para preservar a fertilidade, disse Evelyn Telfer, co-autora da pesquisa, ao The Guardian.

Esse processo gera preocupações de que o reimplante de tecido feito antes do tratamento do câncer possa reintroduzir as células cancerosas no corpo do indivíduo. O novo procedimento alivia essas preocupações porque, em vez de implantar tecido, o médico implantaria um embrião, de acordo com Telfer.

Os pesquisadores ainda têm muito mais trabalho a fazer antes que este procedimento possa ser usado na prática. Pelo menos, levará vários anos para garantir que os óvulos maduros produzidos sejam saudáveis.

De acordo com os pesquisadores, os óvulos que cresceram desenvolveram-se mais rapidamente do que no corpo, o que requer mais investigação. Além disso, uma célula pequena conhecida como um corpo polar cresceu a um tamanho excepcionalmente grande durante o processo, o que poderia indicar anormalidades do desenvolvimento. A equipe quer tentar fertilizar os óvulos, para que ele possa realizar testes nos embriões.

Ainda assim, este é um marco importante na pesquisa de fertilidade, isso poderia dar uma nova esperança para aqueles que talvez não tenham tido antes.

Traduzido e adaptado de Futurism.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...