Artigos científicos, notícias e muito mais.

Pesquisa encontra relação entre o uso do DIU e menores riscos de câncer cervical

Com informações de LiveScience

De acordo com uma nova análise de uma série de estudos, as mulheres que utilizam aparelhos intra-uterinos como método contraceptivo (DIU, por exemplo) possuem menor chance de desenvolver câncer cervical.

O novo estudo foi publicado no dia 8 de novembro na revista Obstetrics & Gynecology, e descobriu que a taxa de câncer cervical era 1/3 menor em mulheres que usavam o DIU, em relação às que não o haviam utilizado.

É importante ressaltar, no entanto que a pesquisa não se trata de um estudo clínico, por isso os resultados não aponta uma relação de causa entre o uso do DIU e a menor chance de desenvolvimento da doença. Em entrevista ao portal LiveScience, a epidemiologista Victoria Cortessis, da Universidade do Sul da Califórnia explicou os resultados.

“Eu acho que o que podemos dizer é que esse padrão se apresenta como aquilo que você esperaria encontrar se os DIU’s reduzissem o risco do câncer cervical. (Os resultados) parecem reais, cheiram a reais, mas para estarmos realmente convencidos, precisamos realizar estudos para encontrar um mecanismo”, disse Cortessis.

O câncer cervical quase sempre é causado por cepas do papilomavírus humano (HPV). Entretanto, apenas 1 a cada 10 mulheres infectadas pelo HPV desenvolvem a doença, diz Cortessis. O problema está quando o sistema imunológico das mulheres não consegue deter o avanço do vírus, que acaba provocando o câncer.

Uma hipótese levantada por Cortessis (mas ainda não analisada) é de que o DIU pode diminuir os riscos de desenvolvimento do câncer cervical ajudando o sistema imunológico a combater o HPV. Ela acredita que o DIU poderia ativar uma espécie de responsta imunológica que seria capaz de expulsar o vírus do corpo. Isso, no entanto, ainda precisa ser comprovado através de experimentos.

Na análise, foram levados em conta 16 estudos publicados anteriormente, envolvendo mais de 12 mil mulheres de todo o mundo. Esses estudos traziam informações sobre o uso de DIU, e o histórico das mulheres acerca do câncer cervical, bem como informações sobre os fatores de risco para a doença.

Os pesquisadores dizem esperar que esses resultados possam se confirmar na forma de novos métodos para evitar o câncer cervical em mulheres. Mas para isso, novos estudos terão de ser realizados na sequência.

Comentários
Carregando...