Artigos científicos, notícias e muito mais.

Pesquisadores descobrem ilha grega perdida

A cidade perdida de Kane, que se diz estar posicionada em uma ilha ao largo da costa da Turquia, é mencionada várias vezes na literatura grega antiga. O único problema é que até o momento, os arqueólogos têm sido incapazes de localizar a tal ilha. Mas agora, uma equipe internacional parece ter resolvido o mistério.

Parte do quebra-cabeça está nos textos antigos, onde coloca a cidade de Kane em uma das três ilhas da cadeia Arginusae, que agora são chamadas de Ilhas Garip. Mas hoje existem apenas duas dessas ilhas, e nenhuma mostraram evidências da cidade. Então o que aconteceu com a terceira ilha? Uma vez que as ilhas estavam próximas do continente, a equipe olhou para uma península em especial, e perceberam que ela poderia ter sido uma ponte de terra que interligava as ilhas. Para investigar, os pesquisadores perfuraram o solo da península para examinar o local, e percebeu-se que é formada por terra solta e sedimentos.

kane.jpg.653x0_q80_crop-smart

Isto significa que os depósitos do solo devem ter construído um canal estreito entre a ilha antiga e a costa, ao longo do tempo. E por fim acabou criando uma ponte de terra que efetivamente transformou a ilha em uma península.

“Ainda não está claro que essas terras eram, na verdade, a ilha que nós estávamos procurando”, explicou Dr. Felix Pirson, um dos pesquisadores da equipe. “Ao examinar as amostras geológicas, nós reconhecemos que o solo entre a terceira ilha e o continente foi de fato preenchido com terra solta e rocha, criando a península existente”, conclui ele. [MNN]

Comentários
Carregando...